Estado tem déficit de R$ 10 bi em royalties

Estimativa foi apresentada à CPI pelo secretário de Fazenda.

Em reunião na Alerj, o secretário estadual de Fazenda, Guilherme Mercês, disse que o Estado do Rio de Janeiro pode ter perdido nos últimos dez anos quase R$ 10 bilhões em receitas de royalties e participações especiais (PE). As estimativas preliminares dos técnicos da secretaria foram apresentadas durante reunião da CPI que investiga a queda na arrecadação de receitas compensatórias da exploração de petróleo e gás no estado.

Anderson Alexandre (foto Alerj)
Anderson Alexandre (foto Alerj)

Emprego para ex-presidiário

Projeto de lei do deputado Anderson Alexandre (SDD) cria incentivos fiscais para empresas que contratarem formalmente pessoas egressas do sistema carcerário ou que ainda estejam cumprindo pena em regime aberto. Segundo o parlamentar, estudos mostram que a falta de oportunidade no mercado de trabalho é um dos principais motivos para a volta das pessoas ao sistema carcerário.

 

Troca-troca na Prefeitura

Mal venceu a barreira dos 100 dias e Eduardo Paes já deve mexer em seu secretariado. Além de trocar o chefe de gabinete com a ida de David Carlos para o TCM, o prefeito do Rio deve mudar também o titular da Secretaria Municipal de Cidadania. O atual secretário, Átila A. Nunes, volta para a Câmara Municipal, enquanto os vereadores Renato Moura (Patriota) e Luciano Vieira (Avante) disputam para ver quem vai ficar com a Secretaria.

Alana Passos (foto Alerj)
Alana Passos (foto Alerj)

Dobradinha bolsonarista

Bolsonaristas resolveram estreitar parceria entre deputados e vereadores no Rio. Semana passada, o vereador Carlos Bolsonaro (REP) apresentou na Câmara projeto de lei proibindo agentes da Prefeitura de fazer apreensão de mercadorias e bens de comerciantes, ambulantes e prestadores de serviços e o uso de violência nas abordagens durante a pandemia. No dia seguinte a deputada Alana Passos (PSL) apresentou projeto idêntico na Alerj, proibindo as mesmas práticas por parte dos agentes do estado.

 

Prioridade para vacinação

Faltam vacinas contra a Covid-19, mas não faltam categorias querendo entrar para o grupo prioritário. No Diário Oficial da Alerj todo dia tem projeto de lei pedindo prioridade para algum grupo. Os rodoviários pressionaram e conseguiram prioridade em alguns municípios. Esta semana, o deputado Carlos Augusto (PSD) deu entrada em um projeto de lei que pede para incluir os vigilantes na lista de quem tem prioridade na vacinação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

PT e PDT podem se unir para ter Ceciliano no Guanabara

Candidatura conta com simpatia de Paes e outros caciques.

Forte do Leme

Falta vida e exigir o certificado de vacinação.

É urgente a revogação da PPI

Federação do Fisco taxa PEC de Bolsonaro de eleitoreira.

Últimas Notícias

Prazo para Apresentação do 3º Ciclo da Oferta Permanente

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou nesta quinta-feira que todas as empresas inscritas interessadas em participar do 3º Ciclo...

Governo aposta na abertura do mercado de gás natural em Rondônia

O governo acredita que a abertura do mercado de gás natural no estado de Rondônia vai potencializar a exploração de gás na bacia dos...

Faturamento da mineira Lett avançou 70% em 2021

A Lett, startup mineira especialista em Trade Marketing Digital, reportou que em apenas 12 meses, a empresa conseguiu um aumento de mais de 70%...

Relatório lista marcas chinesas como globalmente mais fortes

Várias empresas chinesas figuram entre as marcas mais fortes e de crescimento mais rápido do mundo listadas pelo relatório “Global 500 2022”, da consultoria...

Brasil quer retaliar países em disputas paralisadas na OMC

O Congresso Nacional vai analisar uma medida provisória que autoriza o Brasil a suspender concessões e até retaliar membros da Organização Mundial do Comércio...