Estudantes internacionais buscam oportunidades na China após graduação

As perspectivas de desenvolvimento da China estão se tornando cada vez mais atraentes para os estudantes internacionais, uma vez que muitos optam por procurar oportunidades no país após a graduação, segundo um relatório divulgado por New York University Shanghai (NYU Shanghai).

Representantes da New York University Shanghai (NYU Shanghai) atendem à cerimônia de abertura da construção do novo campus em Shanghai, leste da China, 30 de maio de 2019. (Xinhua/Liu Ying)

Xinhua - Silk Road
Xinhua – Silk Road

Shanghai, 7 jan (Xinhua) — As perspectivas de desenvolvimento da China estão se tornando cada vez mais atraentes para os estudantes internacionais, uma vez que muitos optam por procurar oportunidades no país após a graduação, segundo um relatório divulgado por New York University Shanghai (NYU Shanghai).

Entre os 130 estudantes internacionais da turma de 2021, 17 escolheram prosseguir seus estudos ou trabalhar na China após a graduação, elevando para 70 o número total dos graduados internacionais de NYU Shanghai que optaram por permanecer na China, desde o seu estabelecimento em 2021, disse o relatório divulgado nesta quarta-feira.

Dentre esses alunos, alguns optaram por continuar seus estudos nas universidades como a Universidade de Pequim ou Universidade Tsinghua, enquanto outros se ingressaram em empresas renomadas como Shanghai Disney Resort ou expressaram interesse nas empresas de tecnologia chinesas, segundo o relatório.

“Eu queria construir o meu futuro aqui”, disse John Christopher Dopp, um estudante americano, que encontrou um emprego numa empresa de desenvolvimento de aplicativos em Shanghai, após a graduação.

“Eu acho que as carreiras na China para os estudantes internacionais são excelentes”, disse ele. “Um país forte e em constante crescimento, a China não é apenas uma escolha segura, mas também a escolha interessante, emocionante e cheio de oportunidades.”

NYU Shanghai, co-fundada pela New York University e East China Normal University em 2012, é um programa piloto da cooperação educacional China-EUA. A universidade registrou 582 estudantes internacionais.

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

CMOC gastará US$ 1,826 bilhão no projeto de KFM em Congo

O CMOC Group Limited (603993.SH, 03993.HK) anunciou nesta quinta-feira que investirá cerca de 1,826 bilhão de dólares na fase I do desenvolvimento do projeto da mina de cobre-cobalto de Kisanfu (KFM), na República Democrática do Congo (RDC).

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou nesta sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,5 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

O mercado de pequenos artigos chineses é inaugurado em Dubai

O mercado de Yiwu, um centro de compras para pequenas mercadorias chinesas, foi inaugurado nesta quinta-feira em Dubai, oferecendo uma alternativa de mercado para compradores estrangeiros adquirirem produtos fabricados na China, informou Chinanews.com.

Últimas Notícias

Diminuem os homicídios, mas ainda há muito a se fazer

Por Dirceu Cardoso Gonçalves.

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços