‘Eu não vou renunciar’

A frase é de Richard Nixon, mas foi repetida por Donald Trump após o início do processo de impeachment.

Quem acredita que o processo de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, dará em nada, pois, se a Câmara tem maioria do Partido Democrata, no Senado os republicanos dominam (53 a 45, mais 2 independentes), deveria dar uma revisada na história norte-americana.

Apenas três processos de impeachment foram abertos na Câmara dos Representantes (Deputados) nos EUA. Andrew Johnson e Bill Clinton foram condenados pela Câmara, mas o Senado não aprovou os afastamentos. Nos Estados Unidos, o impeachment é a aprovação de uma acusação formal contra o presidente ou outra autoridade acusada de cometer um crime, decidido pelos deputados.

Mas quem determina se o presidente será afastado são os senadores. São necessários 2/3 de votos para tirar o presidente da Casa Branca (Johnson se livrou por um voto). Apenas 34 senadores livrariam Trump; dentre 53 republicanos, não parece difícil. Mas…

O terceiro processo de impeachment foi contra Richard Nixon. Ele se defendeu das acusações e garantiu que renunciar não fazia parte de seu vocabulário. Na época, 1974, o Partido Republicano era minoria no Senado, mas ainda assim superava com folga o número mínimo para livrar Nixon: 42 senadores, ante 56 democratas, 1 conservador e 1 independente.

Porém, as denúncias foram ficando cada vez mais fortes, e o escândalo se aproximando do presidente. O líder da minoria no Senado, Hugh Scott, e o senador Barry Goldwater avisaram ao presidente que ele poderia contar, no máximo, com 15 votos a seu favor na Casa. Nixon renunciou antes que o impeachment – dado como certo – passasse na Câmara. Morreu 20 anos depois, aos 81 anos.

 

O mundo gira

As acusações contra Donald Trump ficam mais pesadas a cada dia, e só o desenrolar do processo de impeachment mostrará se a perda de apoio na opinião pública deixará insustentável sua situação no Parlamento.

O presidente norte-americano tem boa parte do establishment contra ele, o que não significa que sua postura mereça apoio. São duas faces da mesma moeda.

Trump já afirmou que, diferentemente de Nixon, não renunciará. Exatamente o que o então presidente reiterou em 6 de agosto de 1974. Dois dias depois, anunciou a renúncia.

 

Ai

Enquanto os Estados Unidos dão os primeiros passos na inteligência artificial (AI, na sigla em inglês) nos supermercados – por exemplo, uso de robôs antifurto – o Brasil já está na segurança ai-ai-ai-rtificial, como ocorreu no Extra (Rio e São Paulo), no Ricoy, no Carrefour, utilizando modernas técnicas em 220V ou chicotes comuns, não poupando animais.

 

Segunda praça

O Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, dá sinais de movimentação. A gigante Enel, de energia, anunciou esta semana que transferirá sua sede para um prédio lá.

Mas novas construções ainda patinam. A Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio abriu nova concorrência pública para venda de terreno de 4.900 m² na Rua Equador. A primeira tentativa, em setembro, não atraiu interessados. O lance mínimo, de R$ 13,6 milhões, baixou para R$ 9,5 milhões. Propostas serão recebidas em 30 de outubro.

 

Telegram

Os três ministros que votaram até agora contra a anulação das sentenças na Lava Jato foram os que aparecem em conversas com Deltan Dallagnol nas reportagens da série Vaza Jato: Luiz Fux, Luís Roberto Barroso e Edson Fachin.

 

Rápidas

Dia 1º, o Secovi-SP realiza reunião com Flavio Amary, secretário estadual de Habitação. O programa habitacional Nossa Casa, que prevê ofertar 60 mil unidades para famílias de baixa renda, com investimentos da ordem de R$ 1 bilhão, e as ações de desburocratização que vem implementando na pasta estarão em debate *** “A Lei da Liberdade Econômica e Direito Empresarial” é o tema do seminário que o Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) realizará no dia 30, às 9h, no Centro do Rio. Inscrições em iabnacional.org.br *** O Supermercados Mundial, em parceria com a Unilever, faz até 6 de outubro campanha de arrecadação de brinquedos *** Dia 30, das 15h às 19h, acontece o Baile Dançante do Carioca Shopping *** De 2 a 4 de outubro a Abradt (Associação Brasileira de Direito Tributário) realizará em Belo Horizonte a 23ª edição do seu Congresso Internacional de Direito Tributário, com o tema “Tributação e Desenvolvimento” e a presença dos ministros do STJ João Otávio de Noronha e Regina Helena Costa. Informações: congresso.abradt.org.br

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

TCU confirma que União paga R$ 3,8 bi de juros e amortização por dia

Mais de ¼ dos títulos da dívida pública vencem em 12 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Objetos do Coração ajuda o Pró Criança Cardíaca

E-commerce que vende objetos para casa e decoração exclusivamente em formato ou com estampa de coração vai doar 10% da venda de produtos selecionados...

Empresa Fácil oferece estudo de viabilidade a novos empreendedores  

Sistema permite a emissão do Alvará Provisório em 24h.

Fatores comportamentais podem influenciar nos acidentes de trabalho

Psicóloga e uma assistente social e também técnica de segurança do trabalho criaram o jogo Conversa Segura.

Reclamações sobre serviços de telecom caem 28,4% em maio

O número de reclamações de usuários dos serviços de telecomunicações caiu 28,4% em maio de 2021 na comparação com maio do ano passado, segundo...

EMS explica faturamento com o ‘kit Covid’

farmacêutica brasileira EMS informou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia que faturou R$ 142 milhões com medicamentos do kit Covid-19 em 2020,...