EUA: confiança ao consumidor ficou acima do esperado

Em termos absolutos, número permanece baixo, mas tanto expectativas como condições correntes sustentaram avanço no headline.

Opinião do Analista / 13:34 - 18 de set de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O índice de Confiança ao Consumidor medido pela Universidade de Michigan teve leitura acima do esperado pelo mercado. Em termos absolutos, o número permanece, evidentemente, baixo, mas tanto as expectativas como as condições correntes sustentaram o avanço no headline.

Com a leitura de hoje, o índice retoma o maior patamar desde março, reforçando a perspectiva positiva quando a recuperação da atividade em sequência da crise da Covid-19. Especificamente, vemos queda na expectativa de perda de emprego para o menor patamar dos últimos seis meses.

Em termos de expectativa de inflação, há queda tanto nas expectativas curtas, como nas longas. O que ajuda a reforçar a tese de que a aceleração do CPI nos últimos dois meses pode ser mais consequência de normalização pós-reabertura do que efetivamente risco inflacionário.

.

Felipe Sichel

Estrategista-chefe do Banco Digital Modalmais

Fonte: www.modalmais.com.br

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor