EUA: CPI surpreendeu positivamente expectativas de mercado

Índice de preços ao consumidor foi puxado por automóveis, vestuário, transportes e serviços médicos.

Opinião do Analista / 11:22 - 12 de ago de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Bottom line - O índice de preços ao consumidor dos EUA surpreendeu positivamente as expectativas de mercado, avançando 0,6%.

O índice foi puxado por automóveis, vestuário, transportes e serviços médicos. Os três primeiros parecem reação à reabertura parcial da economia, sendo que normalizações são esperadas a frente.

Em suma, enquanto o índice tira preocupações em relação ao risco deflacionário que foi discutido no auge da pandemia, ele não indica uma aceleração inflacionária preocupante no médio prazo.

Assim, não alteramos nossa expectativa de implementação de forward guidance por parte do Fed na reunião de setembro, visto que o cenário de inflação (para além da surpresa) permanece pressionado pelo lado da demanda e os riscos atrelados a ele são significativos.

 

Comentário - O índice de preços ao consumidor dos EUA surpreendeu positivamente as expectativas de mercado, avançando 0,6% na leitura subjacente contra os 0,3% esperados.

Por dentro do índice, destaca-se a variação negativa de alimentos no mês (alimentação no domicílio caindo se sobrepondo a alimentação fora), enquanto energia avançou fortemente pelo segundo mês consecutivo (2,54% MoM).

No subjacente, bens aceleraram de 0,21% para 0,69%, com destaque considerável para vestuário, que avançou 1,08%, registrando o segundo mês seguido de expansão após três meses de queda, enquanto veículos novos avançaram 0,79% e veículos usados impressionantes 2,33% após três meses consecutivos de queda. Ainda assim, as leituras YoY dos três componentes seguem benignas (-6,38%, 0,52% e -0,89%, respectivamente).

Por dentro de serviços, que avançou 0,59%, destaca-se serviços médicos com avanço de 0,67%, levando a MM3M para 0,59% (ante 0,34%), o que contribuiu para avanço de serviços hospitalares. Serviços de transportes também avançaram impressionantes 3,64%, puxados por avanço de 5,43% nos preços de passagens aéreas. Ainda assim, o componente permanece com -23,68% YoY.

A inflação de moradia ficou em 0,23% MoM e teve novo recuo (quinto mês consecutivo) na leitura YoY de 2,38% para 2,35%. Dado o peso do item na cesta de bens e nossa expectativa de desaceleração, a informação ajuda a ancorar o avanço do CPI.

À frente, não alteramos nossa expectativa de implementação de forward guidance por parte do Fed na reunião de setembro, visto que o cenário de inflação (para além da surpresa) permanece pressionado pelo lado da demanda e os riscos atrelados a ele são significativos.

.

Felipe Sichel

Estrategista-chefe do Banco Digital Modalmais

Fonte: www.modalmais.com.br

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor