EUA mostram os dentes, Rússia e China encaram

4138
Joe Biden
Joe Biden (foto Xinhua)

O primeiro encontro de alto nível entre Estados Unidos e China após a posse de Joe Biden, que ocorreu nestas quinta e sexta, começou quente. Quem esperava discursos de abertura ligeiros e genéricos, como uma ou outra alfinetada, ouviu pronunciamentos longos e agressivos de parte a parte.

Os EUA, representado pelo secretário de Estado, Antony Blinken, atacaram o que chamam de expansionismo do país asiático no Mar da China e questionou os direitos humanos, citando Hong Kong e uigures.

Yang Jiechi, principal diplomata da China, devolveu na mesma moeda. Criticou a pressão dos EUA sobre os demais países na base dos poderes financeiro e militar e cobrou os direitos humanos no país de Biden, citando que se trata de um problema bem anterior ao Black Lives Matter.

O presidente norte-americano já havia experimentado, antes na mesma semana, o contra-ataque do russo Vladimir Putin. Os Estados Unidos mexem seus peões no tabuleiro mundial, mas sabem que terão ossos duros pela frente.

Espaço Publicitáriocnseg

O encontro entre China e EUA pretendia estabelecer as bases para o relacionamento entre os dois países, abordando as relações comerciais, especialmente as tarifas impostas por Donald Trump. Quem quiser saber o que mais foi tratado terá que olhar na mídia estrangeira. A imprensa brasileira mal cobriu a reunião.

 

Estágio

A não posse de Marcelo Queiroga no Ministério da Saúde está parecendo um estágio probatório. Só que quem cumpre o estágio não é o médico, sim o presidente. Pelas últimas movimentações de Bolsonaro, ainda dá tempo de Queiroga desistir.

 

Silêncio eloquente

Não se ouviu, dos tão ativos críticos bolsonaristas, nenhuma reclamação contra a soltura de Fabrício Queiroz, autorizada pelo ministro do STF Gilmar Mendes, alvo preferido dos ataques quando o beneficiado pela liberdade não é amigo da família Bolsonaro.

 

Rápidas

A FGV participará, nestas segunda e terça, ao lado de nove pares internacionais, da Tokyo Conference 2021. O encontro virtual reunirá também ex-chefes de estado e ministros para debater como a pandemia colapsou a estrutura de cooperação internacional e quais os possíveis caminhos para recuperá-la *** Aasp realizará nesta segunda-feira, às 19h, o webinário “A Previdência Privada em foco”. Inscrições aqui *** O escritório Rubens Naves Santos Jr. Advogados publica o guia Inclusão digital: necessidade e direito, destinado a gestores públicos e integrantes de ONGs *** O FGV CENN e o FGV in Company, em parceria com a PwC Brasil, realizarão, de 22 a 25 de março, 4 encontros virtuais sobre o tema “Empresas de controle familiar: tendências e desafios – Discussão dos resultados da 10ª Pesquisa Global de Empresas Familiares da PwC”. Inscrições aqui *** A Fecap realizará nesta segunda, às 17h30, o webinário “Cuidado com as Armadilhas do Mercado Financeiro’. Inscrições aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui