EUA reduziram em 40% as aquisições no Brasil

159

 

As empresas estrangeiras reduziram em 35% seus investimentos no setor de Tecnologia e Internet no Brasil, na comparação anual. Os Estados Unidos diminuíram suas aquisições em 40%, mesmo assim, ainda são o investidor mais ativo no país com 29 transações até o fim de maio. Os dados são do relatório de maio do TTR (Transactional Track Record), plataforma de desenvolvimento de negócio e pesquisa de transações que fornece conteúdo para empresas privadas e listadas que fazem negócios na Espanha, Portugal, América Latina e Caribe.

A transação destacada pelo TTR foi a aquisição da totalidade da Pharma Limírio Indústria Farmacêutica (localizada em Anápolis -GO), fabricante de medicamentos alopáticos injetáveis, por parte da Blau Farmacêutica. A operação, realizada em fevereiro, movimentou R$ 150 milhões. Os assessores jurídicos na transação foram os escritórios Miguel Neto Advogados e Souza, Mello e Torres. Os assessores financeiros foram o Banco Bradesco BBI e Itaú BBA.

O CEO da Blau Farmacêutica, Marcelo Hahn, disse que a compra da indústria goiana faz parte de um plano de ampliação da empresa, já que a Pharma Limírio atua na fabricação de medicamentos alopáticos injetáveis, como antibióticos, por exemplo.

Espaço Publicitáriocnseg

A aquisição da Pharma Limírio reforçou a estratégia da Blau de crescimento de sua capacidade de produção e da expansão de novas linhas de produtos”, destacou o executivo, em nota à imprensa.

No quarto trimestre de 2019, a Blau Farmacêutica apresentou um crescimento de 33,5%, na comparação anual. A porcentagem representa um lucro de R$ 43,1 milhões. De acordo com informação divulgada pelo Jornal Valor Econômico, o resultado foi graças à redução de 7% nos custos durante o período, estratégia que acabou compensando a queda de 4% na receita, para R$ 222, 2 milhões.

 

Fundos

 

Fundos de Private Equity e Venture Capital estrangeiros também reduziram seus investimentos no país em 50%. O mercado transacional brasileiro registrou até o mês de maio 411 operações com um valor total de R$ 43,6 bilhões. Isto representa uma diminuição de 63% do valor movimentado e uma redução de 28% no número de transações, em relação ao mesmo período de 2019. No mesmo mês, foram realizadas 69 transações de fusões e aquisições entre anunciadas e concluídas, por um valor total de R$ 1,6 bilhão.

De acordo com o relatório, o setor mais ativo do ano é o de Tecnologia com 113 transações. No segundo lugar dois setores tiveram a mesma quantidade de operações, financeiro e seguros e saúde, higiene e estética, com 49 transações cada. Em relação a atuação brasileira no exterior, Estados Unidos é o destino favorito na hora de realizar investimentos, com sete transações.

Até maio, os fundos de Private Equity registraram R$ 1,3 bilhão no valor transacionado, o que representa uma redução de 89% na comparação anual. O número de transações foi 33, diminuição de 18%. Os fundos de Venture Capital movimentaram um total de R$ 2,7 bilhões até maio, incremento de 3% em relação a 2019. Foram 104 transações, aumento de 14%.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui