Europa obriga farmacêutica a cortar preços em 73%

Valores de medicamentos contra câncer permitiam margem de lucro 4 vezes superior aos custos.

Após adquirir medicamentos essenciais contra o câncer de outra farmacêutica, em 2012, o laboratório Aspen começou a aumentar progressivamente os seus preços em toda a Europa. Os preços da Aspen excediam os seus custos relevantes em quase 300%, em média, mesmo levando em consideração uma taxa de rentabilidade razoável, calcula a Comissão Europeia.

Agora, a Aspen, uma empresa farmacêutica global sediada na África do Sul e com filiais em vários países, inclusive no Brasil, se comprometeu a reduzir os preços na Europa desses seis medicamentos em 73%, em média, ficando abaixo dos valores de 2012. Além disso, a Aspen tem de assegurar a continuidade do fornecimento desses remédios durante um período que vai de 5 a 10 anos, determinou a Comissão Europeia.

Há 50 anos que os medicamentos da Aspen não são protegidos por patentes, o que significa que qualquer investimento em P&D relativamente aos medicamentos foi já totalmente compensado.

A vice-presidente executiva Margrethe Vestager, responsável pela política da concorrência, afirmou: “Em resultado da decisão de hoje (10/2), a Aspen tem de reduzir radicalmente, em toda a Europa, os seus preços de seis medicamentos que são essenciais para o tratamento de certas formas graves de câncer do sangue, incluindo o mieloma e a leucemia.” E completou: “A decisão de hoje dá um forte sinal a outras empresas farmacêuticas dominantes no sentido de não praticarem preços abusivos com vista a explorar os nossos sistemas de saúde.”

 

ASG

Como costuma fazer o professor Paulo Márcio de Mello na coluna Empresa-Cidadã, fomos ao site da Aspen entender os compromissos de “Cidadania Corporativa Responsável” do laboratório:

“A visão de Aspen, ‘entregar valor a todas as nossas partes interessadas como um cidadão corporativo responsável que fornece medicamentos de alta qualidade a preços acessíveis globalmente’, resume a abordagem inerente do grupo de conduzir os negócios de forma ética, com integridade e com sabedoria comercial que se esforça para melhorar o bem-estar social de seus investidores, funcionários, clientes e parceiros de negócios.”

 

Torture os números

Menon, colunista do UOL, sobre o dono do jornal Lance: “Encomendou um ranking de clubes brasileiros. Foi feito e não deu Flamengo. Mandou refazer, dando peso enorme a campeonatos regionais, para que o Flamengo liderasse.” Se fazem isso no Esporte, imagina o que fazem na Economia.

 

Rápidas

Já está em cartaz a Nova Exposição de Fotos de Niterói, promovida pela Fundação Cesgranrio e Portal Consultoria em Turismo, com o apoio da Nice Via Apia Turismo e curadoria de Viviane Fernandes. O evento online é fruto de um passeio feito por Bayard Boiteux ao município fluminense *** A produtora cultural Jana Souto se reuniu com o secretário de Cultura do município do Rio de Janeiro, Marcus Faustini, e com Mônica Luiz, presidente da Associação Palcos do Rio. O grupo está planejando a retomada do empreendedorismo cultural.

Leia mais:

Agronegócio paga imposto?

Engarrafamentos aumentam com Uber e cia

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

Água, saneamento e crescimento para todos

Há pouco tempo para implantação das metas do novo marco legal.

Brasileiros protestam em Portugal

São 50 mil que aguardam autorização de residência no país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

A cabeça do dragão

Por Gustavo Miotti.

Portugueses pedem extensão das moratórias bancárias

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) está pleiteando a prorrogação das moratórias bancárias até 31 de março de 2022”. O...

China libera reservas de metais não ferrosos para reduzir custos

A China disse que continuará a liberar suas reservas estatais de cobre, alumínio e zinco para garantir preços estáveis para as commodities e aliviar...