Europa tem queda na economia de 12%; Espanha puxa fila

Inflação ficou em 0,4% em julho com destaque para alimentos e bebidas.

Internacional / 21:46 - 31 de jul de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

No segundo trimestre de 2020, ainda marcado pelas medidas de contenção da Covid-19 na maioria dos Estados-membros, o PIB europeu encolheu 12,1% na Zona do Euro e 11,9% na União Europeia, em comparação com o trimestre anterior, de acordo com estimativa preliminar publicada pelo Eurostat. É a maior queda desde o início da série, em 1995.

Em comparação com o segundo trimestre de 2019, o PIB diminuiu 15% na Zona do Euro e 14,4% na UE. No primeiro trimestre de 2020, o PIB havia diminuído 3,6% entre os países que usam o euro e 3,2% na UE em relação aos três meses anteriores. Os dados são dessazonalizados (levam em conta as diferenças entre os meses).

A Espanha registrou o maior declínio em comparação com o trimestre anterior (-18,5%), seguida por Portugal (-14,1%) e França (-13,8%). A Lituânia (-5,1%) registrou a menor queda.

A inflação anual da área do euro em julho deverá ser de 0,4%, acima de 0,3% em junho. O segmento de alimentos, álcool e tabaco deverá ter a maior taxa anual em julho (2%), seguida por bens industriais não energéticos (1,7%), serviços (0,9%) e energia (-8,3%).

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor