Evasão fiscal leva salário anual de 1 enfermeira a cada segundo

Países da OCDE lideram ranking de paraísos corporativos.

A cada segundo, o mundo perde o equivalente ao salário anual de uma enfermeira para um paraíso fiscal. Governos em todo o mundo perdem mais de US$ 427 bilhões em impostos todos os anos evasão fiscal intencional. A denúncia é da Tax Justice Network, que lançou semana passada o Corporate Tax Haven Index 2021.

Pelos cálculos da ONG, os países de baixa renda perdem o equivalente à metade de seus orçamentos de saúde pública todos os anos para esquemas que evitam pagamento de impostos. Dos US$ 427 bilhões, mais da metade, US$ 245 bilhões, é perdida diretamente devido ao abuso fiscal corporativo transnacional por corporações multinacionais.

A Tax Justice Network afirma que, sob pressão de gigantes corporativos e dos super-ricos, alguns governos programaram seus sistemas tributário e financeiro para servir como uma ferramenta com a qual as corporações multinacionais podem extrair riqueza e pagar menos impostos. “Isso alimenta a desigualdade, fomenta a corrupção e mina a democracia.”

O Corporate Tax Haven Index 2021 conclui que os países-membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE, já definida como clube dos ricos e amigos dos ricos) são, em conjunto, responsáveis por 68% dos riscos de abuso fiscal corporativo do mundo. Os países da OCDE são diretamente responsáveis por 39% do abuso fiscal corporativo do mundo e suas dependências – especialmente ilhas do Reino Unido e Aruba, da Holanda – são responsáveis pelos demais 29%.

Esta semana, a OCDE tomou uma decisão inédita: diante do que crê ser um recuo no combate à corrupção brasileira, a Organização decidiu criar um grupo permanente de monitoramento sobre o assunto no Brasil.

Com base no Estado da Justiça Fiscal 2020 da Rede de Justiça Tributária, os países da OCDE e suas dependências custam ao mundo mais de US$ 166 bilhões em impostos corporativos perdidos todos os anos – o equivalente a perder mais de 26 milhões de salários anuais de enfermeiras por ano, ou deixar de empregar 50 enfermeiras a cada minuto.

Leia mais:

Coroa Britânica e seus paraísos fiscais

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Valor da internet em Portugal está mais barato

Dados recentes do Eurostat, Serviço de Estatística da União Europeia, referentes a dezembro de 2021, mostra que Portugal lidera na descida de preços dos...

Economia no Governo Bolsonaro é a pior em 4 décadas

PIB do País crescerá menos que na década perdida.

Sobra água no Norte e Nordeste, mas ONS despacha térmicas caras

Usinas não conseguem utilizar linhas de transmissão.

Últimas Notícias

Valor da internet em Portugal está mais barato

Dados recentes do Eurostat, Serviço de Estatística da União Europeia, referentes a dezembro de 2021, mostra que Portugal lidera na descida de preços dos...

Modal finaliza aquisição da integralidade do banco digital LiveOn

O Modal, banco de investimento, fechou a aquisição de 100% da infratech LiveOn, operação divulgada em outubro de 2021, e só agora aprovada pelo...

Fitch afirma IDRs BB’ e rating nacional ‘AAA do Itaú Unibanco

A Fitch Ratings afirmou nesta segunda-feira os IDRs (Issuer Default Ratings - Ratings de Inadimplência do Emissor) de Longo Prazo em Moedas Estrangeira e...

Balança comercial registra déficit de US$ 117 milhões

A corrente de comércio (soma de exportações e importações) brasileira cresceu 28% e fechou a terceira semana de janeiro em US$ 28,91 bilhões. Os...

Subida de juros assusta investidores

A segunda-feira (24) foi marcada como um dia de aversão a risco com fortes quedas nas bolsas internacionais, observou Jansen Costa, sócio-fundador da Fatorial...