Excelente futuro na parceria Brasil/EUA?

Mesmo tendo repetido várias vezes publicamente que houve fraude nas eleições dos EUA, atendendo orientação do derrotado Donald Trump, o presidente Jair Bolsonaro destacou na mensagem ao recém-empossado presidente Joe Biden, que “a relação do Brasil com os Estados Unidos é longa, sólida e baseada em valores elevados, como a defesa da democracia e das liberdades individuais”. “Sigo empenhado e pronto para trabalhar pela prosperidade de nossas nações e o bem-estar de nossos cidadãos”, disse em mensagem postada no Twitter, nesta quarta-feira.

“Para marcar essa data, enderecei carta ao Presidente dos EUA, Joe Biden, cumprimentando-o por sua posse e expondo minha visão de um excelente futuro para a parceria Brasil-EUA”, informou.

Nas eleições norte-americanas Bolsonaro alegava fraudes no pleito do país para defender seu principal aliado internacional, Donald Trump (Republicano), que estimulou seus apoiadores a invadirem o Capitólio (Congresso norte-americano) no último dia 6 de. Na ocasião, comentando a invasão, Bolsonaro chegou a ameaçar as instituições brasileiras, alegando que o mesmo ocorreria no Brasil caso nas eleições de 2022 não houvesse voto impresso.

Bolsonaro também listou o que considera serem interesses em comum na economia, no combate à corrupção e no desenvolvimento sustentável, como o compromisso como o Acordo de Paris, ao qual Biden prometeu retornar. Esse último item parece que será difícil diante das posições já assumidas pelo atual ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Mesmo assim, Bolsonaro ressalva que “é minha convicção que, juntos, temos todas as condições para seguir aprofundando nossos vínculos e agenda de trabalho, em favor da prosperidade e do bem-estar de nossas nações”. “Ao desejar a Vossa Excelência pleno êxito no exercício de seu mandato, peço que aceite, senhor presidente, os votos de minha mais alta estima e consideração.”

Leia mais:

Bolsonaro precisa recompor imagem junto a Biden

Joe Biden assume em clima de tensão

Artigos Relacionados

Vendas do comércio encerraram ano com baixa histórica de 12,2%

Serasa diz que veículos, motos e peças foram os responsáveis por baixa do índice; para ACSP fevereiro apontou tendência de maior movimentação em São Paulo.

Automóveis: falta de produtos faz venda despencar em fevereiro

Desestruturação na cadeia global de suprimentos, por conta da pandemia, obstrui fornecimento regular de produtos.

OCDE ensina gestão às estatais brasileiras

O Ministério da Economia participou nesta terça-feira do lançamento de um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) que traz recomendações...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

PEC fiscal e lockdown ficam no radar em dia de PIB

Em Nova Iorque, as pressões dos treasuries e a queda das companhias de tecnologia tiveram forte impacto nas Bolsas.

Planta da BRF é habilitada a exportar empanados para Omã

Companhia informou que sua unidade de Toledo foi habilitada pelo governo do país árabe a exportar empanados de frango.

Migrantes detidos no México sofrem com pobreza e violência

Cerca de 70 mil pessoas ainda estão em situação de vulnerabilidade extrema, segundo Médicos Sem Fronteiras.

ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias

Novos exames e tratamentos passaram a fazer parte da lista obrigatória de assistência, que deverá ser observada a partir de abril.

IPC-S sobe em seis capitais brasileiras em fevereiro

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na...