Existe um bolsonarismo?

Muitos intelectuais ainda discutem sobre o lulismo. O sociólogo Rudá Ricci, em livro que escreveu sobre o assunto, caracterizou-o como “demiurgo da finalização do país iniciada por Getúlio Vargas. O que os gramscianos denominariam de ‘revolução passiva’, pelo alto, conservadora porque pautada pela hipertrofia do Estado que (…) estabelece um pacto social pelo desenvolvimentismo caracterizado pela conciliação de interesses”. O lulismo “gerou e se alimenta da emergência da nova classe média brasileira”.

Seria cedo para dizer que existe um bolsonarismo? Jair Bolsonaro foi um parlamentar obscuro, com base eleitoral forte o suficiente para elegê-lo e a sua família, mas restrita. A condição de “mito” não se sustenta na sua trajetória. No contexto de antipetismo e antipolitica, Bolsonaro foi catapultado a catalisador de um movimento conservador que levou ao poder a versão mais radical e antinacional do neoliberalismo.

Para um cientista social, a surra que tomou nas eleições mostra a Bolsonaro que ele é passageiro, não timoneiro, do barco que navega no conservadorismo. O presidente aprendeu que sua popularidade foi qual um “V” invertido, com alta rápida movida a auxílio emergencial e queda tão veloz quanto com a retirada do dinheiro.

Uma eleição não é suficiente para definir um movimento social. Nem a de 2018, nem a de 2020. Fica a pergunta aos sociólogos: existe realmente um bolsonarismo?

 

Estresse dispara

O diretor médico da MedRio, Gilberto Ururahy, relata que registrou com a pandemia um crescimento de 65% para 87% entre os clientes com estresse e o percentual dos que sofrem de ansiedade passou de 18% para 36%. Também aumentou de 5% para 12% os executivos com sinais de esgotamento, o chamado burnout.

Líder no país em check-up de executivos, a MedRio vai lançar uma cartilha voltada para prevenção à saúde mental.

 

Sobreviveu

O professor Bayard Boiteux lança Memórias da pandemia de um carioca (Editora CRV), em que relata como tem vivido desde março e como cicatrizou feridas e se reinventou. O livro traz pensamentos, artigos, colagens e conta com depoimentos de amigos como Sérgio Costa e Silva e Viviane Fernandes, com prefácio de Thiago Oliveira.

A receita da venda dos livros até o lançamento, que será neste sábado, às 17h, pelo YouTube do autor, será destinada à ONG Nóiz Projeto Social. O livro impresso pode ser adquirido em editoracrv.com.br/produtos/detalhes/35340-memorias-da-pandemia-de-um-carioca

 

Manipulação

Detalhe nos documentos desclassificados pelos EUA, publicados pelo jornal El País, sobre a atuação ativa no golpe contra Allende: a manipulação, nos mercados internacionais, do valor do principal produto de exportação do Chile, o cobre, para afetar a economia chilena.

 

Rápidas

Os 30 anos do SUS serão debatidos nesta quarta-feira, 10h30, no canal TVIAB no YouTube *** Também na quarta, a Ágora Abrasco realizará o painel “Impacto da Lei de Liberdade Econômica na proteção da saúde”, que vai analisar as mudanças provocadas no Sistema Nacional de Vigilância Sanitária por conta da Lei 13.874/2019. Às 16h, na TV Abrasco *** Aasp realizará nesta quinta-feira, 16h, o webinário “Processo Civil com foco em processos previdenciários”. Inscrições aqui *** Voltado para a comunidade LGBT, o Glinta será realizado nesta quarta-feira, durante o congresso internacional realizado pela Inta. Montaury, Pimenta, Machado & Vieira de Mello é um dos patrocinadores do evento, 100% inclusivo e online *** Nesta quinta-feira, 16h, o Accountfy promove o webinário “Fechamentos Virtuais: a importância da boa governança financeira”, com Leandro Marchesi, da Locaweb. Inscrições aqui *** O projeto “Quintas Filosóficas”, do escritório Rubens Naves Santos Jr. Advogados, realizará dia 19, às 14h, debate virtual sobre as crises da democracia no Brasil e no mundo. O evento será conduzido pelo jurista Belisário dos Santos Júnior, ex-secretário de Justiça de São Paulo, e terá a participação do cientista político Sergio Fausto *** O professor Sérgio Monteiro ampliou o projeto “Missão Enem” para o Spotify, com aulas gratuitas de Língua Portuguesa e Literatura e dicas de Redação *** Karim Ajroud é o novo diretor de Finanças e Controle da Generali Brasil.

 

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Argentina fechará com China parceria do Cinturão e Rota

Iniciativa pode ser pontapé inicial para desenvolvimento e integração da América Latina.

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

‘Eu quero uma casa no campo…’

Êxodo urbano: mais de 1,3 milhão de famílias brasileiras pretendem migrar para áreas rurais.

Direita vence no Equador

Banqueiro Guillermo Lasso vence socialista Andrés Arauz no segundo turno da eleição.

Mercados internacionais abrem com cautela

Enquanto isso acontece lá fora, aqui Ibovespa ensaia leve alta.

Semana começando sob tensão

Desde a semana passada, segue a novela do Orçamento.

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.