Exterior negativo pode pressionar o mercado local

Contrato futuro de dólar opera acima das médias de preços de fechamento dos últimos 20 e 200 dias

111
Bolsa de Valores (Foto: divulgação)
Bolsa de Valores (Foto: divulgação)

Nesta sexta-feira, os mercados iniciaram com o IBC-Br de maio sendo o destaque da agenda econômica local, enquanto no exterior o foco fica nos dados de expectativas de inflação e de confiança das medidas do consumidor americano pela Universidade de Michigan.

Com a queda das principais Bolsas globais, é razoável esperar uma pressão negativa sobre os ativos locais, que ainda devem sofrer também com a queda do petróleo e com o cenário fiscal incerto no país. No câmbio, o dólar também ganha força ante moedas fortes e ante moedas emergentes, o que pode ser um sinal negativo para o real.

Os retornos das treasuries mais longas continuam em queda, enquanto os índices futuros acionários de Nova Iorque ficam mistos. Na Europa, o sinal vermelho predomina entre as principais Bolsas do continente. Por fim, na Ásia, as Bolsas fecharam majoritariamente na alta nesta sexta-feira.

Na sessão de ontem, o contrato futuro de dólar fechou em queda, com volume de negociação reduzido se comparado ao pregão anterior. Mesmo assim a moeda americana opera acima das médias de preços de fechamento dos últimos 20 e 200 dias.

Espaço Publicitáriocnseg

.

Travelex Bank

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui