Exxon e outros superpoluidores

Apenas 100 complexos industriais respondiam por um terço dos lançamentos de gases tóxicos feitos por mais de 20 mil fábricas e usinas de eletricidade nos Estados Unidos em 2014, revela pesquisa divulgada pela ONG Center for Public Integrity. Igualmente, um terço dos gases de efeito estufa emitidos pelo setor industrial vinham de apenas 100 complexos. Vinte e dois aparecem em ambas as listas, incluindo o polo petroquímico e de refino da ExxonMobil em Baytown, Texas. Os proprietários destes 22 grupos tiveram lucro de US$ 58 bilhões naquele ano. Boa parte são companhias de energia que utilizam carvão.

Os 100 complexos que mais liberam gases de efeito estufa são, quase todos, plantas que usam carvão. Juntas, liberaram em 2014 o equivalente ao que emitiriam 219 milhões de veículos de passageiros, quase duas vezes o tamanho da frota norte-americana.

A agência que cuida da qualidade do ar e poluição, a EPA, afirma que concentra seus esforços nestes superpoluidores, especialmente as plantas de energia. Porém a atuação do órgão é contestada por 27 estados, como Indiana. O vice de Donald Trump, Mike Pence, é um dos defensores do uso do carvão. Ele considera os custos para mudar a matriz energética para um sistema limpo são muito altos.

A matéria pode ser lida (em inglês) em https://www.publicintegrity.org/2016/09/29/20248/america-s-super-polluters?utm_source=email&utm_campaign=watchdog&utm_medium=publici-email&goal=0_ffd1d0160d-c296e51b2a-100301221&mc_cid=c296e51b2a&mc_eid=dd752372d3

Ampla e irrestrita

Todo mundo sabe que as propinas combinadas na Petrobras envolviam PT, PP e PMDB. Mas a Lava Jato vem priorizando as investigações do primeiro partido”, critica o professor e jurista Luiz Flávio Gomes, que aponta, entre outros, dois déficits que deveriam ser corrigidos prontamente: em primeira instância, a Lava Jato ainda carece de mais amplitude para investigar integrantes de outros partidos; em segundo lugar cabe ao STF agilizar os processos dos políticos que tramitam sob sua competência.

Em dois anos de Lava Jato, o STF recebeu apenas três denúncias, explica o ex-promotor e ex-juiz. “E duas agora, contra Cunha, foram redistribuídas em razão de ele ter sido cassado e perdido o foro privilegiado. Com urgência temos que acabar com o foro privilegiado nos tribunais.”

Do ponto de vista da Cidadania Vigilante importa que a operação seja a mais extensa possível, contra todos os envolvidos. Somente assim ela vai se legitimar completamente perante a população”, defende Gomes.

Vendas num zap

O WhatsApp tem tudo para se transformar em um dos mais importantes canais de comunicação entre empresas e consumidores no Brasil”, conta Felipe Schepers, COO do Opinion Box. De acordo com a pesquisa Panorama Mobile Time, feita pela companhia, 74% dos usuários ativos mensais do WhatsApp no Brasil tem interesse em se comunicar com marcas ou empresas pela plataforma de mensagens; 70,3% mencionou o desejo de receber promoções; 67,8% quer dúvidas ou receber suporte técnico; e 66% pretende comprar produtos e serviços. Foram ouvidos, em julho, 1.884 brasileiros que acessam a internet e possuem telefone celular.

Arrocho

A terceira edição do Termômetro ContaAzul, estudo promovido pela empresa de softwares administrativos, mostra que 47% das pequenas empresas acredita que haverá aumento de impostos em 2017; apenas 2% espera redução da carga tributária ano que vem.

Pressa não é perfeição

Pesquisa realizada junto ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal constatou que em 41% dos recursos da Defensoria Pública do Rio de Janeiro e em 64% dos recursos da de São Paulo foi reconhecida alguma injustiça.

Ou seja, uma coisa é explorar escaninhos jurídicos, o que beneficia o andar de cima, que pode pagar bons advogados, adiando por décadas o fim de processos; outra é deixar sem possibilidade de defesa, em nome da celeridade da justiça, a turma do andar de baixo.

Rápidas

Entre 5 e 8 de outubro, Gabriel Di Blasi, sócio do escritório Di Blasi, Parente & Associados, participa do 16º fórum da Federação Internacional de Advogados Especializados em Propriedade Intelectual (FICPI), em São Petersburgo, na Rússia. Ele é co-presidente do Comitê de Estudos de Design – CET-2 da entidade *** A Astral Saúde Ambiental lançou o aplicativo Aedestrói, ferramenta educativa para ajudar na prevenção e controle do Aedes Aegypti. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente para iOS e Android *** Na próxima terça-feira, às 22h30, a Band estreia mais uma temporada da versão brasileira do MasterChef, dessa vez apenas com cozinheiros profissionais *** A JET e-business anunciou a contratação de Gustavo Chapchap para ocupar o cargo de gerente de Marketing e Vendas *** O Programa de Trainees da Cargill está com inscrições abertas para 17 vagas, em www.novostalentoscargill.com.br, até 17 de outubro.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMargem de acerto
Próximo artigoQuem quer perder dinheiro?

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Mirando agora na PEC dos Precatórios

Ultrapassada a decisão do Copom, investidores vão mirar na avaliação da PEC cheia de 'jabutis' que ainda não foram retirados.

Funcionalismo público: críticas e realidade da categoria

Por Relly Amaral Ribeiro.

Scheer Churrasqueiras dobra vendas na pandemia

Empresa lançou 25 itens em sua linha residencial.

RJ terá receita extra de R$ 100 bilhões

Uma receita extra de R$ 100 bilhões nos próximos dez anos é o que prevê o governo do Estado do Rio de Janeiro com...

Forte recuperação do seguro Viagem

O seguro Viagem continua a mostrar recuperação depois de um forte período de quedas devido à pandemia da Covid-19 e às restrições impostas como...