Fábrica limpava e revendia camisinhas usadas

A polícia vietnamita confiscou cerca de 345 mil preservativos.

Internacional / 20:31 - 24 de set de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A polícia do Vietnã apreendeu cerca de 345 mil preservativos usados que foram limpos e revendidos como novos em um depósito no sul da província de Binh Duong.

Pham Thi Thanh Ngoc, dono da loja, foi preso e alegou que recebia preservativos uma vez por mês de um estranho. As autoridades expressaram sua preocupação com as doenças e infecções que poderiam gerar nos compradores.

Segundo Pham Thi, os preservativos usados eram primeiro fervidos em água e depois secos e transformados em um pênis de madeira antes de serem reembalados e revendidos. Além disso, garantiu que recebeu US$ 0,17 por cada quilo de preservativo reciclado.

Em imagens transmitidas pela Vietnam State Television (VTM), uma infinidade de sacolas contendo anticoncepcionais usados podiam ser vistas espalhadas pelo chão. Eles foram confiscados como prova e serão jogados fora imediatamente após o término da investigação.

“Os preservativos são classificados como artigos médicos, portanto, examinaremos as várias leis que o proprietário violou”, explicou um funcionário do governo. Os profiláticos foram fornecidos a hotéis e lojas de varejo.

A polícia disse que as sacolas pesavam mais de 360 kg, o equivalente a 345 mil camisinhas, mas ainda não se sabe quantos preservativos foram vendidos.

#Da Redação com Página 12

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor