24.8 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, janeiro 22, 2021

Fake news em cima da pesquisa Datafolha

A interpretação feita pela Folha de S.Paulo em cima da última pesquisa Datafolha – que seria um alento à política econômica de Paulo Guedes – foi detonada na própria seção de comentários da Folha/UOL e apenas comprova que a divergência entre os meios de comunicação corporativa e o Governo Bolsonaro se dá no secundário para não chamar atenção à convergência no principal, que é o aprofundamento da política pró-banca internacional.

A fake news foi construída em cima de outra, a da recuperação da economia, a partir dos dados do PIB do terceiro trimestre divulgados pelo IBGE. Esta coluna mostrou, na ocasião, que há, na realidade, perda no ritmo da – vá lá – recuperação; também mostrou que os investimentos estavam estagnados em relação ao PIB. Análises dos especialistas do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) e outros corroboram esta interpretação.

A fake news em cima da pesquisa da Datafolha, prontamente adotada pela mídia corporativa, desaguou em nova fantasia, a da preocupação da “esquerda” com uma possível melhora da economia em ano de eleições. Vão aí duas observações: a primeira, que uma “esquerda” que se fixa no “quanto pior, melhor” estaria fadada ao fracasso.

A segunda, que a aceleração do crescimento econômico a partir de 2020 é ainda uma quimera, insuflada pelos mesmos especialistas que previram um aumento do PIB na casa de 2,5% em 2019 (devem errar por uma margem superior a 100%). Ainda que algumas medidas heterodoxas adotadas pelo Governo Bolsonaro tenham efeito positivo na economia, nada garante que terão resultado superior ao espasmo obtido pelo Governo Temer quando liberou o FGTS. Também não há garantia que medidas como a redução dos juros permanecerão.

Assim, ainda que economistas de renome acreditem em um ambiente melhor a partir de 2020, que é um ano eleitoral, nos quais sempre se elevam os gastos, sobram incertezas. Um fator pouco considerado é o impacto dos cortes na Previdência, que retirarão do consumo R$ 80 bilhões por ano (mais do que o dobro do que se pretende injetar com a atual liberação do FGTS). Ainda que o impacto no ano que vem não seja tão grande, ele crescerá de 2021 em diante.

 

Especialista

Martn Guzmán, PhD em Economia pela Universidade de Brown e parceiro do Nobel em Economia Joseph Stiglitz na Universidade de Columbia (NYC), será o ministro da Economia do novo governo argentino. “Escolha bastante acertada, pois é especialista em reestruturação de dívidas externas, principal problema econômico da Argentina, e, como discípulo de Stiglitz, atuará visando a redução das desigualdades, como ele próprio já declarou”, analisa a Associação Brasileira dos Economistas pela Democracia (Abed).

 

Monitor do marketing

Ferramenta que promete aumentar a confiabilidade e a velocidade da gestão de ações de marketing e mídia exterior, acaba de ser lançado o Marketing Monitor. Foram investidos cerca de R$ 250 mil na produção da solução. “Nossa meta é chegar ao final de 2019 com cerca de 300 agências e empresas assinantes”, declara o cofundador Alexandre Aragão.

 

Soberania

Faltou dizer: a Aramco, empresa de maior valor de mercado no mundo, abriu seu capital na Bolsa de Riad, não em Nova York, como fez – o que prejudica o Brasil até hoje – a Petrobras.

 

Rápidas

Nesta terça-feira, às 14h, por iniciativa do deputado federal Glauber Braga (Psol-RJ), o corredor das comissões da Câmara dos Deputados será palco do Ato Contra as Privatizações e em defesa da Soberania Nacional *** Nesta quinta, às 17h, a M2Trade realiza o evento gratuito “Comex: desafios e oportunidades para 2020”, no Salão Mauá do edifício RB1, no Centro do Rio. Reserva pelo telefone (21) 2263-7435 *** A banda Mr. Vintage levará rock para o palco do projeto Shows de Sexta do Caxias Shopping, dia 13, às 19h30 *** O “II Seminário de Licenciamento Ambiental” será realizado pela Amcham Rio nesta quinta, com o setor de petróleo & gás como pano de fundo. Mais informações: amcham.com.br/calendario/event?eventid=9125 *** O curso Paideia Artes oferece, no Carioca Shopping, aulas experimentais de arte, como teatro, teclado, canto e desenho. Das 14h às 20h, até 30 de dezembro *** A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) será palco, na próxima quinta feira, de ato em defesa da Petrobras, do desenvolvimento e da soberania nacional.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.

EUA: expectativa por novos estímulos fiscais traz bom humor

Futuros dos índices de NY estão subindo, mesmo após terem atingidos novos recordes históricos no fechamento do pregão anterior.

Ajustando as expectativas

Bovespa andou na quarta-feira na contramão dos principais mercados da Europa e também dos EUA.

Sudeste produz 87,5% dos cafés do Brasil em 2020

Com mais de 55 milhões de sacas a região é a principal responsável pela maior safra brasileira da história.

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.