Fake news em cima da pesquisa Datafolha

Interpretação tendenciosa mostra apoio da mídia à política econômica de Paulo Guedes.

A interpretação feita pela Folha de S.Paulo em cima da última pesquisa Datafolha – que seria um alento à política econômica de Paulo Guedes – foi detonada na própria seção de comentários da Folha/UOL e apenas comprova que a divergência entre os meios de comunicação corporativa e o Governo Bolsonaro se dá no secundário para não chamar atenção à convergência no principal, que é o aprofundamento da política pró-banca internacional.

A fake news foi construída em cima de outra, a da recuperação da economia, a partir dos dados do PIB do terceiro trimestre divulgados pelo IBGE. Esta coluna mostrou, na ocasião, que há, na realidade, perda no ritmo da – vá lá – recuperação; também mostrou que os investimentos estavam estagnados em relação ao PIB. Análises dos especialistas do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) e outros corroboram esta interpretação.

A fake news em cima da pesquisa da Datafolha, prontamente adotada pela mídia corporativa, desaguou em nova fantasia, a da preocupação da “esquerda” com uma possível melhora da economia em ano de eleições. Vão aí duas observações: a primeira, que uma “esquerda” que se fixa no “quanto pior, melhor” estaria fadada ao fracasso.

A segunda, que a aceleração do crescimento econômico a partir de 2020 é ainda uma quimera, insuflada pelos mesmos especialistas que previram um aumento do PIB na casa de 2,5% em 2019 (devem errar por uma margem superior a 100%). Ainda que algumas medidas heterodoxas adotadas pelo Governo Bolsonaro tenham efeito positivo na economia, nada garante que terão resultado superior ao espasmo obtido pelo Governo Temer quando liberou o FGTS. Também não há garantia que medidas como a redução dos juros permanecerão.

Assim, ainda que economistas de renome acreditem em um ambiente melhor a partir de 2020, que é um ano eleitoral, nos quais sempre se elevam os gastos, sobram incertezas. Um fator pouco considerado é o impacto dos cortes na Previdência, que retirarão do consumo R$ 80 bilhões por ano (mais do que o dobro do que se pretende injetar com a atual liberação do FGTS). Ainda que o impacto no ano que vem não seja tão grande, ele crescerá de 2021 em diante.

 

Especialista

Martn Guzmán, PhD em Economia pela Universidade de Brown e parceiro do Nobel em Economia Joseph Stiglitz na Universidade de Columbia (NYC), será o ministro da Economia do novo governo argentino. “Escolha bastante acertada, pois é especialista em reestruturação de dívidas externas, principal problema econômico da Argentina, e, como discípulo de Stiglitz, atuará visando a redução das desigualdades, como ele próprio já declarou”, analisa a Associação Brasileira dos Economistas pela Democracia (Abed).

 

Monitor do marketing

Ferramenta que promete aumentar a confiabilidade e a velocidade da gestão de ações de marketing e mídia exterior, acaba de ser lançado o Marketing Monitor. Foram investidos cerca de R$ 250 mil na produção da solução. “Nossa meta é chegar ao final de 2019 com cerca de 300 agências e empresas assinantes”, declara o cofundador Alexandre Aragão.

 

Soberania

Faltou dizer: a Aramco, empresa de maior valor de mercado no mundo, abriu seu capital na Bolsa de Riad, não em Nova York, como fez – o que prejudica o Brasil até hoje – a Petrobras.

 

Rápidas

Nesta terça-feira, às 14h, por iniciativa do deputado federal Glauber Braga (Psol-RJ), o corredor das comissões da Câmara dos Deputados será palco do Ato Contra as Privatizações e em defesa da Soberania Nacional *** Nesta quinta, às 17h, a M2Trade realiza o evento gratuito “Comex: desafios e oportunidades para 2020”, no Salão Mauá do edifício RB1, no Centro do Rio. Reserva pelo telefone (21) 2263-7435 *** A banda Mr. Vintage levará rock para o palco do projeto Shows de Sexta do Caxias Shopping, dia 13, às 19h30 *** O “II Seminário de Licenciamento Ambiental” será realizado pela Amcham Rio nesta quinta, com o setor de petróleo & gás como pano de fundo. Mais informações: amcham.com.br/calendario/event?eventid=9125 *** O curso Paideia Artes oferece, no Carioca Shopping, aulas experimentais de arte, como teatro, teclado, canto e desenho. Das 14h às 20h, até 30 de dezembro *** A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) será palco, na próxima quinta feira, de ato em defesa da Petrobras, do desenvolvimento e da soberania nacional.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Brasil: 3º maior em descomissionamento offshore em 10 anos

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 1584/21 que propõe regras para o desmonte e a reciclagem de embarcações e de instalações...

Eve faz parceria para acelerar soluções de mobilidade aérea urbana

A Eve Urban Air Mobility Solutions, Inc (Eve), da Embraer, e a Skyports, companhia líder no segmento de vertiportos, anunciaram nesta segunda-feira uma parceria...

UE promete tolerância zero em relação a fraude

A Comissão Europeia vai ter “tolerância zero” em relação à fraude e às “desconformidades” na utilização dos fundos europeus por parte dos 27 Estados-membros...

Primeiros REITs da China começam a ser negociados

O primeiro lote de fundos de investimento imobiliário em infraestrutura (REITs, sigla em inglês) da China começou a ser negociado nesta segunda-feira, com cinco...

Investimento estrangeiro direto recua 20 anos no Brasil

Os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED), devido a crise da Covid-19, despencaram globalmente em 35% em 2020, ao passarem de US$ 1,5 trilhão...