Falta combustível?

A queda nas vendas do varejo detectada pelo IBGE, de 0,5% em agosto sobre julho, na série livre de influências sazonais, é apenas...

A queda nas vendas do varejo detectada pelo IBGE, de 0,5% em agosto sobre julho, na série livre de influências sazonais, é apenas um tropeço na trajetória de recuperação das vendas, acreditam analistas. O crescimento de 3,6% sobre agosto de 2016 e a leve alta de 0,7% no acumulado do ano comprovariam esta tese. “O resultado era esperado. É normal que em períodos de recuperação, e depois de quatro meses de alta ou estabilidade, ocorra algum ajuste, alguma acomodação. Com isso, esse resultado mantém a tendência de recuperação gradual, até porque em médias móveis trimestrais os principais indicadores continuam avançando”, analisou Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio do FGV Ibre. Na média móvel trimestral houve avanço de modesto 0,1%. Em 12 meses, o cenário ainda é de queda (1,6%).

Os números, vê-se, não permitem otimismo, apesar de não serem ruins. Muito do que se vê nas vendas é efeito da liberação do FGTS, medida heterodoxa adotada por uma equipe econômica que nega os efeitos de tais políticas. Na terça-feira, ao elevar a projeção de crescimento do PIB do país este ano, o FMI falou que a melhora se deve ao FGTS e à safra recorde. Esta não deverá se repetir, e o FGTS já acabou.

Tobler, da FGV, reconhece que a liberação do FGTS “continua sendo um fator relevante nessa recuperação, uma vez que há evidências de que o consumidor usou parte desses recursos para o consumo e também para quitar dívidas”. Mas ele lembra outros fatores positivos: melhora, ainda que tímida, da massa salarial, inflação baixa e o ciclo de redução da taxa de juros. “Apesar dessas boas notícias, o momento ainda é de cautela, dado que a velocidade dessa recuperação ainda é lenta e o crescimento no ano ainda deve ser abaixo do crescimento médio do período 2004–2012, em que o setor avançava próximo a 8% ao ano”, destacou Tobler.

 

Pesquisa ameaçada

Um suco-base de melão, para uso na indústria de bebidas, é uma das alternativas propostas pela Embrapa para reduzir o desperdício da fruta. O produto concentrado não apresenta gosto e aroma de melão e pode ser empregado pela indústria como base para a produção de sucos mistos, néctares e outras bebidas. Hoje esse papel é da maçã.

Em 2015, o desperdício com melão chegou a 37% do total produzido. Uma boa parte do total não foi aproveitada por problemas puramente estéticos: manchas na casca, tamanho menor que o habitual ou formato irregular, apesar de manterem intactas as propriedades nutricionais.

A pesquisa é mais uma inovação da Embrapa, órgão que dá orgulho aos brasileiros – e, por sua boa atuação, é alvo de ataques e ameaças de cortes no orçamento.

 

Criminoso arrependido

Vale destacar trecho da manifestação do então procurador-geral Rodrigo Janot em que pediu arquivamento do caso em que Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney eram acusados de tentar obstruir a Lava Jato. Janot admitiu que os fatos trazidos pelo delator Sergio Machado têm “gravidade incontestável”, mas que, uma vez tornado público, o plano criminoso não se concretizou. O Supremo arquivou o inquérito.

 

Invasão amarela

A ofo, empresa de compartilhamento de bicicleta sem estações, anunciou nesta terça-feira que chegou a Washington, D.C., a quarta cidade norte-americana a ser atendida pela gigante fundada em 2014 e presente em mais de 180 cidades de 15 países.

A divulgação da chegada à capital dos EUA não revela que a ofo é – mais uma – empresa chinesa.

 

Duas rodas

As bicicletas compartilhadas – amarelas, como as da ofo, e de várias outras cores – são uma febre na China. A tal ponto que algumas cidades estão impondo limites à atuação das empresas, devido à ocupação desordenada das calçadas e a acidentes cada vez mais frequentes.

 

Rápidas

O Grupo Iguatemi lança o Iguatemi Talks, conferência sobre moda. De 23 a 25 de outubro, o Shopping JK Iguatemi reunirá profissionais para encontros, palestras, oficinas e bate-papos *** A exposição fotográfica A Vida é Bela, que conta com apoio da Unicred Niterói, ficará de 15 a 31 de outubro no segundo piso do Shopping Itaipu Multicenter, na Região Oceânica da cidade fluminense. A mostra é parte da campanha Outubro Rosa, que visa conscientizar a população, principalmente as mulheres, sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama *** A Feira Orgânica Carioca Shopping está de volta neste sábado, das 10h às 17h *** Já o É Dia de Feira estará no Passeio Shopping (RJ) nesta sexta-feira e no sábado, com plantas alimentícias não-convencionais (Pancs).

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...

Ciência: entidades pedem liberação de recursos

Organizações questionam redirecionamento para outras áreas de R$ 515 milhões, que eram do CNPq.

Rating da EDP BR não muda com aquisição da Celg-T

Para a Fitch Ratings, a qualidade de crédito da EDP Energias do Brasil S.A. (EDP BR, Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA (bra)’, Perspectiva...

Tesouro: Queda do investimento líquido em ativos não financeiros

O Tesouro Nacional informou nesta sexta-feira que no 2º trimestre de 2021, a necessidade líquida de financiamento do Governo Geral alcançou 7,1% do PIB,...

Leilão de Excedentes da Cessão Onerosa terá sucesso?

Após a realização da 17ª Rodada de Licitações de Blocos para exploração e produção de petróleo e gás natural no último dia 7, considerado...