Falta de doses suspende calendário de vacinação infantil

Nesta semana continua repescagem para crianças de 11 anos; estado suspende visitas a pacientes para evitar contágio por Ômicron.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS) suspendeu o calendário anunciado anteriormente de vacinação das crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19. O motivo é a entrega de doses em quantidade menor do que o esperado. Com isso, o cronograma que previa a aplicação da primeira dose nas meninas e meninos de 10 anos a partir de amanhã, permanece com a repescagem das crianças de 11 anos até sábado.

“Devido ao número de doses pediátricas insuficientes enviadas, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio manterá a repescagem para crianças de 11 anos nos próximos dias. Somente com a chegada de novas remessas será possível avançar o calendário de vacinação para meninas e meninos de 10 anos”, informou a SMS.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) recebeu do Ministério da Saúde, na manhã de ontem, 93.500 doses de vacina pediátrica para distribuir aos 92 municípios fluminenses. Porém, a SMS informou que as doses não são suficientes para dar prosseguimento ao calendário. Nos dois primeiros dias de vacinação infantil, foram aplicadas 25.733 doses no município.

O ministério espera receber no domingo mais 1,8 milhão de doses da Pfizer, única vacina autorizada até o momento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a aplicação nas crianças de 5 a 11 anos. De acordo com a pasta, o país já recebeu 2,5 milhões de doses da vacina pediátrica. O último lote, com 1,2 milhão de doses, foi entregue no domingo e está sendo distribuído aos estados.

O município do Rio de Janeiro passa por rápido crescimento no contágio pela variante Ômicron do novo coronavírus. Até o momento, a cidade registrou em 2022 mais de um quarto do número de casos reportados em todo o ano passado. Entre os 76.466 casos deste ano, 3.656 foram em crianças de 0 a 9 anos e 5.519 em jovens de 10 a 19 anos, de acordo com os painéis da prefeitura.

Apesar de amanhã, devido feriado municipal no Rio de Janeiro, pelo Dia de São Sebastião, padroeiro da cidade, e a prefeitura ter decretado ponto facultativo na sexta-feira, os centros municipais de saúde, clínicas da família e centros de testagem vão funcionar nos dois dias, das 8h às 17h, “exclusivamente para ações de combate à Covid-19, atendimento/testagem e/ou vacinação contra a doença”, informou a SMS.

A Secretaria de Estado de Saúde informou que visitas a pacientes internados nas unidades da rede estadual estão suspensas temporariamente. “A medida é necessária devido ao aumento dos casos de Covid-19 no estado e ao elevado poder de transmissão da nova variante Ômicron”, diz a pasta.

A secretaria ressaltou que a medida não atinge o direito a acompanhantes de pessoas protegidas por lei. “Ou seja, continua permitida a presença de acompanhantes para crianças, idosos, deficientes físicos e pacientes com transtornos mentais internados nas unidades. Todo acompanhante deve assinar declaração de assintomático no momento da entrada na unidade de saúde” afirma.

Segundo a SES, em casos específicos, eventualmente definidos por necessidade avaliada pela gestão da unidade, pode ser autorizada a visita duas vezes por semana, como de pacientes com incapacidade psicológica, motora, intelectual ou em casos de extrema gravidade. A SES informou que determinou às unidades de saúde garantir ao paciente internado sem acompanhante a realização de visita virtual por familiar pelo menos duas vezes por semana. Os acompanhantes são avisados da determinação com antecedência.

 

Com informações da Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Despesas de planos médicos atingiram R$ 206 bi na pandemia

Estudo mostra que aumento de 24% durante um ano está relacionado com a retomada de procedimentos médicos a partir de 2021.

Tunisianos investem em azeite orgânico para entrar no Brasil

Segundo executivo, Tunísia está em primeiro lugar no ranking global de azeites orgânicos.

Carga tributária brasileira já corresponde a 35% do PIB

Mais de R$ 1 tri de impostos arrecadados só neste ano

Últimas Notícias

Despesas de planos médicos atingiram R$ 206 bi na pandemia

Estudo mostra que aumento de 24% durante um ano está relacionado com a retomada de procedimentos médicos a partir de 2021.

Tunisianos investem em azeite orgânico para entrar no Brasil

Segundo executivo, Tunísia está em primeiro lugar no ranking global de azeites orgânicos.

População mais pobre está bastante pessimista em relação ao Brasil

Em contrapartida, segundo a Associação Comercial de São Paulo, classes AB e C mostram cada vez mais confiança na economia do país.

Saques extraordinários já somam 20% do patrimônio do FGTS

Para deputado, 'a nobreza do gasto não justifica o desvio do seu uso'.

Bolsas globais sobem após movimento do BC chinês

Corte de juros na China é um sinal positivo para Brasil, de modo que a Bolsa local possa acompanhar o bom humor global.