Faltou dizer

Na sua cruzada (bem-sucedida) para manter o mandato, o deputado Roberto Brant (PFL-MG) deitou falação, separou povo de opinião pública, clamou pelo corporativismo do Congresso, mas deixou de explicar detalhe capital: por que recorreu à intermediação de empresa do publicitário Marcos Valério para receber contribuição, segundo ele, legal da Usiminas?

Um país de “barmen”
A abertura de uma filial da gigante Wal-Mart em Chicago atraiu 25 mil pessoas para disputar 325 empregos; outras 11 mil fizeram o mesmo na filial de Oakland (Califórnia). “Obviamente, o emprego está longe de ser pleno. Ele (Bush) se vangloriou de uma taxa de desemprego baixa, mas não admite que ela é falsa, porque não conta os milhões de trabalhadores desencorajados que já saíram do mercado de trabalho.” A crítica é contundente, mas ganha maior importância quando se sabe quem a fez: consta de artigo do economista Paul Craig Roberts, ex-secretário Assistente do Tesouro no Governo Reagan e ex-editor associado do Wall Street Journal.
Os EUA tiveram a menor criação de empregos já registrada (desde 1939). Nos últimos cinco anos, os negócios privados só criaram 958 mil empregos na economia, enquanto o setor governamental criou 1,1 milhão. Ainda pior é que a maioria desses empregos não são de tempo integral, revela o boletim do Movimento de Solidariedade Ibero-americana, que reproduziu o artigo de Craig: “O país terminou 2005 com menos horas trabalhadas no setor privado do que em janeiro de 2001.”
Sem os novos empregos em nos bares, nos últimos cinco anos, a economia do país teria ganho míseros 64 mil postos de trabalho. Em outras palavras, há uma depressão em empregos no país. O ex-secretário de Reagan também relata que, nos mesmos cinco anos, os EUA perderam 16,5% de empregos industriais.

Temático
Considerado o maior especialista em entretenimento turístico do país, Alain Baldacci confirmou a presença no I Forum Planet Work/Cesgranrio de Turismo, que será realizado dia 31 deste mês. Baldacci, ex-presidente da Associação Mundial de Parques Temáticos e diretor do Sindicato de Parques Temáticos do Brasil, vai falar sobre “Tematização no Turismo e Novas Tendências”. Também participará do fórum o professor Bayard Boiteux, diretor do curso de Turismo da UniverCidade e representante do Ciret no Brasil, que falará sobre “O Marketing Turístico”.
Outros nomes confirmados: Paulo Gaudenzi, secretário de Estado de Turismo da Bahia, Caio Luiz de Carvalho, presidente da São Paulo Turismo, Paulo Salvador, diretor de Marketing da cadeia Accor, e Carlos Alberto Serpa, presidente da Fundação Cesgranrio. Mais informações em www.planetworkrio.com.br ou através dos telefones (21) 2456-5700 e 3322-4459.

A ver aviões
Se um consumidor optar por viajar pela American Airlines e desistir da viagem, poderá ter sério problemas. Um cliente contratou uma viagem pela empresa e foi obrigado a desistir por motivos pessoais. No entanto, apesar de informada, a companhia aérea continua cobrando, mensalmente, o valor da passagem no cartão de crédito do cliente. O escritório da empresa no Centro do Rio está com o telefone sob sigilo, ou seja, a companhia telefônica não pode informar o número. O consumidor não tem como reclamar.

Sol no ar
Ainda que por poucos minutos, o PSOL rompe, nesta quinta, às 20h30, a polarização de iguais PT/PSDB e apresenta seu programa partidário em cadeia nacional de rádio e televisão. Além de homenagear o Dia Internacional da Mulher, o partido da senadora Heloísa Helena promete apresentar proposta alternativa para um novo Brasil. O PSOL também vai reafirmar as denúncias de corrupção nos governo Lula e FH e vincular a situação de elevado desemprego e miséria do povo à “farra da  alta lucratividade” do setor não produtivo.

Tabletes
Líder do mercado brasileiro de chocolates, a Kraft Foods Brasil lançou esta semana o Lacta Joy, com um objetivo ambicioso: buscar o primeiro lugar no segmento de tabletes médios, único em ela não detém a liderança. O público-alvo do novo produto, apresentado pela companhia como “o chocolate da combinação perfeita”, são os jovens, de 18 a 25 anos, das classe A e B.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorChuchu ridículo
Próximo artigoMarco

Artigos Relacionados

Estaleiros darão a volta por cima

Indústria naval brasileira sofre com política do Governo Bolsonaro.

‘Empreendedores’ fecham suas empresas

Aumentou 35% número de negócios fechados em 2021.

Por que mexer no ICMS e manter dividendos elevados?

Acionistas ganham em dividendos tanto quanto toda a população perderia com corte no imposto.

Últimas Notícias

Clorin ganha destaque nos lares e empresas brasileiras

A empresa amplia distribuição da marca Milton no Brasil.

Tokenização: conceitos e casos de uso dessa tecnologia

BC e CVM acompanharão ao longo deste ano as operações dos projetos aprovados nos respectivos sandboxes regulatórios

Sim Pro Samba homenageia Lula Gigante

O Sim Pro Samba começa às 18h30, na Praça dos Professores. Gratuito!

Solução para o investidor no cálculo e declaração do IR

Usufruir de serviços automatizados para o cálculo e o pagamento de DARFs,

CVM divulga estudo sobre ESG e o mercado de capitais

Relação entre o mercado de capitais e o tema sustentabilidade,