Febre amarela avança; alguém se importa?

Desde 1º de julho do ano passado até a última terça-feira, 164 pessoas morreram de febre amarela no Brasil; foram...

Desde 1º de julho do ano passado até a última terça-feira, 164 pessoas morreram de febre amarela no Brasil; foram confirmados 545 casos. No mesmo período do ano passado, foram confirmados 557 casos e 178 mortes. Ou seja, passado um ano, o quadro se repete, sem que se faça um esforço sério para vacinar a população. Até segunda-feira, apenas um quarto do público-alvo no Sudeste foi vacinado. Os dados divulgados pelo Rio de Janeiro servem como exemplo: dia após dia, a doença avança, com mais cidades envolvidas. Como este jornal já mostrou, é questão de tempo até que a transmissão urbana da febre amarela comece. E como a experiência com a dengue mostrou, muitos serão atingidos – só que agora, por uma doença quase 100% letal.

O quadro une incompetência de um governo que tem outros interesses que não os de atender à população ao corte de verbas sistemático – e não se pode dizer que indiscriminado: para pagar os juros e outras obrigações com a casa grande, não existe corte.

 

Paralelo

O ex-presidente da África do Sul Jacob Zuma deixou o cargo com a inflação acima da meta e a corrupção em alta. Empregos foram criados no setor público, forma de superar a timidez do setor privado. Este é o resumo feito por Larry Elliott, um dos principais articulistas do jornal britânico The Guardian.

Elliott traça os pontos do que acredita terá que ser feito por Cyril Ramaphosa, sucessor de Zuma, que renunciou nesta quinta-feira sob intensa pressão da mídia e de seu próprio partido. “O foco imediato do novo presidente será uma ação anticorrupção destinada a inspirar confiança nos investidores”, acredita o articulista.

Seria preciso ainda reduzir as taxas básicas de juros, o que pediria reformas estruturais, incluindo “redistribuir” os gastos com salários do funcionalismo, destinando parte a infraestrutura. “Nada disso é fácil e será profundamente impopular com aqueles que saíram ganhando com Zuma”, reconhece Elliott.

Alguém vê semelhanças com a deposição de Dilma e o pacote impopular imposto por Temer a favor das elites?

 

Em Israel

Cerco similar se aperta contra o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Após amigos e conselheiros serem detidos pelas autoridades, um deles vai assinar acordo de delação que implicará o líder israelense – um dos poucos casos em que o alvo não é um político de esquerda.

 

Proteção interna

O mercado brasileiro de segurança da informação atraiu a empresa russa SearchInform, que anunciou a abertura de escritório de representação em São Paulo. “As empresas brasileiras estão interessadas em proteger dados confidenciais e as informações pessoais de seus clientes”, conta Vladimir Prestes, diretor-geral da companhia no Brasil. “Já na primeira semana de atividades recebemos 15 solicitações para a realização de demonstrações e testes dos sistemas”, completa.

O presidente do Conselho de Administração da SearchInform, Lev Matveev, explica que a empresa implementa proteção integrada contra vazamentos de informações, fraudes internas, sabotagem e todo tipo de risco relacionado ao quadro de funcionários, o que chama de Money Loss Prevention. “É por isso que decidimos promover este conceito na América Latina”, afirma Matveev.

A companhia iniciou a cooperação com países latino-americanos em novembro de 2016, e em abril de 2017 inaugurou um escritório na Argentina.

 

Terra de oportunidades

Enquanto as empresas brasileiras penam para voltar a fornecer para o governo depois da Lava Jato, as estrangeiras se divertem. O site Petronotícias alerta que a portuguesa Mota-Engil pode ficar com um dos blocos para manutenção de plataformas offshore. Acontece que a companhia foi indiciada na Operação Furacão, em Portugal, e punida por fraude fiscal. Com isso, não poderia nem participar da licitação, aponta o site.

 

Rápidas

Nos dias 2 e 3, o professor José Eduardo Toledo, da Toledo Advogados, ministrará aula sobre “IPI e não-cumulatividade”, no curso de especialização em Direito Tributário na Faculdade Baiana de Direito *** O Shopping Jardim Guadalupe lança no sábado um novo espaço cultural na região, chamado Old Novo Galeria *** O shopping Pátio Alcântara traz neste sábado a peça A menina e o amigo urso, com início às 16h30 *** O Instituto Brasileiro de Economia da FGV vai lançar, dia 27, no Rio, o livro Análise de Séries Temporais em R: curso introdutório, de Pedro Guilherme Costa Ferreira, pesquisador da instituição.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

A Disneylândia espacial dos trilionários

Jornada nas estrelas escancara a desigualdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Intervenção chinesa continua a incomodar as Bolsas

Tudo isso em dia de perspectivas globais do FMI.

Balanços guiarão, aparentemente, os mercados hoje

Europa e Nova Iorque precavidas, Ásia continua em queda livre.

Confiança da construção atinge maior nível desde março de 2014

Índice teve alta de 3,3 pontos e chegou a 95,7; já inflação do setor cai para 1,24% em julho.

IPCA-15 apresentou alta de 0,72% em julho

Maiores contribuições vieram da categoria habitação (2,14%), que contribuiu com 0,32%, e de transporte (1,07%), que adicionou 0,22%.

Itaú Unibanco deixa administração da XP

Decisão foi tomada no último dia 23, após análise concorrencial e prudencial; cisão foi aprovada pelo Banco Central.