Fechamento das agências do BB terá fiscalização

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados fará visita técnica a São Luís (MA) nesta sexta-feira para averiguar o fechamento de agências do Banco do Brasil no estado. Apesar do protesto, é importante lembrar que o fechamento das agências do BB foi aprovado dentro de plano estratégico para 2021 a 2025 da instituição.

Em março, na ocasião de divulgação do Plano, o BB disse que para reduzir despesas, foi adotado também um plano de demissão voluntária, que teve 5,5 mil adesões. “A meta é fechar todas as agências deficitárias em pequenos municípios. Os clientes atingidos estão sendo direcionados para outras agências em outras cidades, com distância média de 25 quilômetros”, informou o BB.

Para evitar deixar cidades desassistidas, o BB disse em março que pretende ampliar a rede de correspondentes bancários tradicionais (supermercados, padarias e farmácias), investir na abertura de franquias e postos “inteligentes”, sem caixas e vigilantes, apenas com terminais de autoatendimento, onde as mesmas cédulas depositadas pelos clientes podem ser sacadas instantaneamente, dispensando abastecimento frequente por carros-fortes.

Fiscalização

O pedido para realização da visita, seguida de mesa redonda, é do deputado Hildo Rocha (MDB-MA). Ele lamenta o fechamento das agências de um banco público, o que, para ele, “terá consequências sociais de diversas ordens”. O deputado argumenta que faltam meios para que as pessoas se desloquem para cidades ou bairros distantes para realizar serviços bancários.

“E, como se sabe, os bancos públicos são os principais responsáveis por atender esse público. Estamos falando de beneficiários de previdência e assistência social e de pequenos produtores rurais dependentes de serviços prestados em unidades de atendimento do BB”, afirmou Hildo Rocha.

Ele também alerta para o fato de milhões de brasileiros ainda não terem computadores, celulares ou planos de internet ilimitada. “Para eles, as unidades de atendimento são o caminho disponível para acesso ao sistema financeiro”, completou.

Segundo a Agência Câmara de Notícias, participam da visita, além do deputado Hildo Rocha, os deputados Bira do Pindaré (PSB-MA) e Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA). Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares o presidente da Associação Comercial do Estado de São Luís, Cristiano Barroso; o presidente do Sindicato dos Bancários no Estado do Maranhão, Eloy Natan Silveira Nascimento; e o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Erlanio Xavier; entre outros.

Artigos Relacionados

WePAD aproxima público das fraldas geriátricas Tena

Ação pretende ajudar consumidores a desmistificarem tabu para compra do produto.

Crise na economia atinge PMEs que lideram pedidos de falência no país

Pequenas e médias empresas também lideram pedidos de recuperação judicial.

Eve faz parceria para acelerar soluções de mobilidade aérea urbana

A Eve Urban Air Mobility Solutions, Inc (Eve), da Embraer, e a Skyports, companhia líder no segmento de vertiportos, anunciaram nesta segunda-feira uma parceria...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

MG lança consulta pública para concessão de rodovias

Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), abriu consulta pública para o processo de concessão dos dois primeiros...

Copom: ‘Retomada robusta da atividade’ no segundo semestre

Uma semana após a última reunião do Comitê de Política Econômica (Copom) que aumentou a taxa básica de juros, a Selic, em 0,75 ponto...

Urna eletrônica: TSE é acusado de ignorar a ciência

Ausência de um representante do Tribunal ao debate irritou deputados.

Comércio digital cresce e qualidade do emprego cai

Postos de trabalho precários são os mais criados.

TCU: Ferrovia Malha Oeste não presta serviço adequado

Falhas na fiscalização da ANTT permitiram degradação da linha.