Ferrovia China-Laos facilita exportação de grãos de café

Mais de 300 toneladas de café cru em grãos deixaram recentemente a cidade de Pu'er, província de Yunnan, sudoeste da China, a bordo de um trem de carga internacional China-Laos Railway.

Foto tirada em 22 de fevereiro de 2022, mostra grãos de café em uma fábrica na cidade de Pu’er, província de Yunnan, sudoeste da China. (Xinhua/Chen Xinbo)

Xinhua - Silk Road

 

Kunming, 28 jun (Xinhua) — Mais de 300 toneladas de café cru em grãos deixaram recentemente a cidade de Pu’er, província de Yunnan, sudoeste da China, a bordo de um trem de carga internacional China-Laos Railway.

As mercadorias foram então transportadas para a Europa através de um trem de carga China-Europa depois de chegarem ao município de Chongqing, sudoeste da China.

Foi o primeiro lote de grãos de café exportado de Pu’er para a Europa por via férrea.

No passado, os grãos de café de Pu’er eram exportados para a Europa por via rodoviária e marítima. Após a abertura da Ferrovia China-Laos, 30% do tempo de logística pode ser economizado pelo transporte ferroviário.

Como um projeto histórico de cooperação de alta qualidade do Cinturão e Rota, a Ferrovia China-Laos de 1.035 km foi lançada em dezembro de 2021. Com meio ano de operação, a ferrovia já entregou mais de 4 milhões de toneladas de carga até 2 de junho. O volume de transporte de carga transfronteiriça foi de 647 mil toneladas no período.

“Graças ao lançamento da Ferrovia China-Laos, nossa empresa tem um novo canal de exportação, trazendo-nos mais pedidos”, disse Wang Hai, gerente geral local de compras em Pu’er, subsidiária da Nestlé na cidade de Dongguan.

“Os pedidos de exportação da empresa este ano aumentaram 30% ano a ano”, acrescentou Wang.

A cidade de Pu’er é conhecida como a “capital do café” da China. Com a qualidade única de aroma forte e duradouro, e sabor levemente frutado, o café Pu’er já ganhou boa reputação tanto no país quanto no exterior.

Atualmente, a área de plantações de café em Pu’er atingiu cerca de 46.667 hectares e a produção anual de grãos de café chega a 55.000 toneladas, ambas representando mais de 50% do total nacional.

As estatísticas mostram que a exportação de grãos de café de Yunnan este ano atingiu 18.000 toneladas, no valor de 550 milhões de yuans (cerca de 82,3 milhões de dólares), um aumento de 2,3 vezes e 3,8 vezes, em quantidade e em valores respectivamente. Fim

Leia também:

Guangxi exporta peças NEV usando transporte ferroviário-marítimo

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Reservas em moeda estrangeira da China aumentam em julho

As reservas cambiais da China escalaram para US$ 3,1041 trilhões no final de julho, registrando um aumento de US$ 32,8 bilhões em relação a junho, mostram dados da Administração Estatal de Divisas no domingo.

Seção de serviços ambientais estreiará na feira de serviços da China

A próxima Feira Internacional de Comércio de Serviços da China de 2022 (CIFTIS) terá o foco em serviços ambientais pela primeira vez, segundo Beijing Capital Group Exhibitions & Events, um dos organizadores do evento.

A economia verde alimenta a indústria de hidrogênio em toda a China

A China, o maior produtor de hidrogênio do mundo, está acompanhando um crescimento próspero em sua indústria de energia de hidrogênio, à medida que governos locais e empresas correm para aproveitar as oportunidades emergentes no modelo catalisador do setor em capacitar a mudança verde do país.

Últimas Notícias

Armazém Cultural: Câmara debate veto do prefeito do Rio

.Comissão de Justiça e Redação recomenda rejeição ao veto

Plataformas da Bacia de Campos tem hotéis flutuantes

Petrobras estuda investir US$ 220 milhões até 2023

Ações do setor de saúde puxam Ibovespa

Destaque também para Petrobras, que celebrou novo aditivo ao contrato de compra de gás natural com a YPFB

Governo de MG conclui leilão de 627,4 km de rodovias

Investimentos de R$ 3,2 bi, sendo R$ 1,4 bi nos oito primeiros anos da concessão

Bancos chineses: mais empréstimos para empresas privadas

No final de junho aumento de 11,4% em relação ao ano anterior