Ferrovias para poucos

Por José Manoel Ferreira Gonçalves.