FGTS deve provocar novo soluço na economia

A retração da economia obrigou a equipe econômica a entrar em um terreno que desconhece: o estímulo ao consumo. São tantas trapalhadas para liberar os recursos no Fundo de Garantia que frustraram a cerimônia em que o governo queria anunciar o que fez em 200 dias (segundo a pesquisa do Datafolha, 39% dos brasileiros acham que Bolsonaro nada fez de bom em seis meses; outros 19% não sabem responder).

A liberação do FGTS deve provocar um soluço na economia em vez de um gatilho capaz de tirar o país do marasmo, somando-se às expectativas frustradas do primeiro semestre, sem impacto expressivo sobre o PIB de 2019. É preciso um conjunto de estímulos robustos para que a letargia fique para trás, analisa a Mapfre Investimentos.

Com base na experiência de 2017, eletroeletrônicos e vestuário devem abocanhar a maior parcela dos benefícios. Estes segmentos não devem investir em mão de obra e produção, uma vez que a experiência demonstrou que o estímulo não é capaz de aumentar o nível de demanda ao longo do tempo.

 

Fora de pauta

Os jornalões continuam dando suporte à Lava Jato, mesmo diante das fortes denúncias feitas pelo The Intercept Brasil. Até 18 de julho, 39 dias após o início da Vaza Jato, O Globo publicou 176 matérias sobre o assunto: 89 neutras, 29 críticas a Moro e cia. e 58 críticas ao Intercept.

O levantamento foi feito por Eduardo Barbabela, Juliana Gagliardi, Natasha Bachini e João Feres Jr. para o Manchetômetro, site de acompanhamento da cobertura da grande mídia sobre temas de economia e política produzido pelo Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública (Lemep).

O Estadão foi mais discreto: publicou 158 textos, sendo 72 classificados como neutros, 42 críticos à Lava Jato e 44 condenando a Vaza Jato.

A Folha entrou de cabeça no assunto, virando parceira do Intercept na apuração do escândalo. O resultado foram 314 matérias, sendo 122 neutras, 138 críticas a Moro e 54 críticas à Vaza Jato.

Na televisão, a edição do Jornal Nacional de 16 de julho é um exemplo. O principal jornal da Globo incluiu uma matéria (2m44s) sobre a reunião da PGR, Raquel Dodge, com procuradores da força-tarefa da Lava Jato. O JN “cita trechos da nota divulgada pela Procuradoria-Geral da República após a reunião, reforçando seu apoio à operação. A repórter menciona rapidamente na matéria que a referida reunião ocorreu após a divulgação pelo Intercept de mensagens trocadas entre os procuradores e, em seguida, reproduz a fala de Dallagnol agradecendo à PGR e reafirmando que a ética não foi ultrapassada na atuação da força-tarefa”, analisa o Manchetômetro.

O JN mais uma vez deu voz à defesa da operação, mas deixou de noticiar os vazamentos em si (como a articulação de vazamento para a oposição venezuelana, o áudio de Dallagnol e as mensagens trocadas entre Moro e Dallagnol sobre relação com o ministro do STF Luís Roberto Barroso).”

 

Xadrez chinês

Os chineses receiam que as manifestações de Hong Kong acabem influenciando a opinião pública de Taipei, que vai às urnas em janeiro de 2020, e o atual partido taiwanês pró-independência acabe se reelegendo. A análise é de Philipe Alexandre (Uerj), pesquisador do Núcleo de Avaliação da Conjuntura, vinculado à Superintendência de Pesquisa e Pós-Graduação (SPP) da Escola de Guerra Naval (EGN).

Não seria absurdo pensar que os protestos em Hong Kong tenham um dedo – ou vários – dos Estados Unidos. Sem conseguir atuar diretamente na China, os norte-americanos teriam na antiga colônia inglesa uma ponta de lança na região. E não se deve esquecer do empenho de Donald Trump em se aproximar da Coreia do Norte.

 

Intolerância entre iguais

Gastar já parcos 280 caracteres com autor de autoajuda não é sábio, mas vale a piada: anos atrás Rodrigo Constantino compilou um índex de artistas brasileiros “comunistas” pra boicote comercial. Hoje, o imigrante latino em Miami é acusado de “comunismo” por bolsonaristas.

 

Rápidas

Geração Distribuída de Energia Elétrica é o curso que Rogério Rocha e Luiz Felipe Costa apresentam no Ibef-Rio, de 19 a 22 de agosto, 18h às 22h. Detalhes pelo WhatsApp (21) 96925-0202 *** No dia 26, os super-heróis estarão no Clubinho do Passeio Shopping para um lanhe, das 16h às 18h *** Nesta quarta-feira, a partir das 10h30, o Shopping Grande Rio, em parceria com a Prefeitura de São João de Meriti, comemora o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

Mortes dos essenciais

Aumentam em mais de 50% óbitos de caixas, frentistas e educadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.

Equador: Não haverá contagem rápida no domingo de eleições

Arauz, candidato do ex-presidente Rafael Correa lidera as pesquisas com 37% das intenções de voto contra 30% do candidato do Aliança Creo, o banqueiro Guillermo Lasso.

Indicador econômico global mantém trajetória de recuperação

Segundo FGV, fato reflete avanço das campanhas de vacinação contra a Covid.

Brasil movimentou R$ 2 tri em transações com cartões em 2020

Transações digitais foram impulsionadas por modernização do mercado e pandemia.

IPCA de março variou abaixo da expectativa do mercado

Nossa projeção para o ano que vem permanece de 6,5%, podendo ser antecipada para este ano.