Filmes chineses e dramas de TV atraem mais fãs em todo o mundo

Desde que assistiu seus primeiros filmes de Jackie Chan há 17 anos, Bakary Coulibaly se tornou um fã de filmes e séries de TV chineses.

Uma mulher em frente da exposição do Livro Três Corpos, uma trilogia de ficção científica premiada de Liu Cixin, realizada na Torre de Shanghai, em Shanghai, leste da China, 24 de fevereiro de 2021. (Xinhua/Zhang Jiansong)

Xinhua - Silk Road

 

Beijing, 24 mai (Xinhua) — Desde que assistiu seus primeiros filmes de Jackie Chan há 17 anos, Bakary Coulibaly se tornou um fã de filmes e séries de TV chineses.

“A única maneira de conseguir filmes chineses naquela época era comprar DVDs, todos de títulos antigos, em vez de novos ou séries de TV”, lembrou Coulibaly, um jovem malinês que estudava na China.

Em contraste, sua família na África hoje em dia pode simplesmente ligar a TV e assistir a uma variedade dos mais recentes filmes e séries de TV chineses dublados e legendados em francês.

CONTEÚDO DIVERSIFICADO

Nos últimos anos, os filmes e séries de TV nacionais da China tornaram-se globais com temas diversificados e altos padrões de produção, atraindo mais pessoas de diferentes culturas.

Enquanto a popularidade dos filmes chineses e peças de TV que refletem a cultura tradicional chinesa continua a crescer, as produções baseadas na vida do povo chinês contemporâneo e seus valores também estão ganhando apreço do público em todo o mundo.

Uma série de dramas de TV estão fazendo incursões em mercados estrangeiros: “Nothing But Thirty”, uma novela de sucesso de TV chinês. A história gira em torno da vida de três mulheres muito diferentes que tomam suas próprias decisões ao se depararem com diferentes desafios na vida em seus 30 anos; “You Are My Glory”, um drama de TV de romance conta a história de um jovem casal se apaixonando novamente após um encontro.

“Costumava haver muitos dramas épicos e de fantasia que iam para o exterior, mas agora há uma série de excelentes dramas baseados na vida real que são bem recebidos lá fora”, disse Zhang Yiwu, professor de literatura chinesa na Universidade de Beijing, citando os temas diversificados das séries de TV chinesas da atualidade.

Gêneros como artes marciais, vida moderna e dramas de romance urbano são populares entre o público africano, disse Zhang Jun, diretor do canal chinês do StarTimes, um grupo de mídia chinês que se tornou um dos operadores de TV digital mais influentes da África.

O filme nacional de ficção científica “The Wandering Earth”, um sucesso de bilheteria aclamado pela crítica na China, surpreendeu o público estrangeiro com seu excelente padrão de produção de classe mundial.

Além disso, o público estrangeiro, especialmente os de países em desenvolvimento, também está demonstrando interesse em dramas de TV sobre o alívio da pobreza nas áreas rurais da China.

MAIS COOPERAÇÃO

As formas de cooperação também foram ampliadas. “Deer Squad”, uma animação infantil apresentada pela iQIYI em cooperação com a Nickelodeon, foi ao ar na Nickelodeon International em agosto de 2020. Os estúdios de cinema e TV estrangeiros também optam por comprar direitos de remake para alguns dramas domésticos populares, além de encomendas exclusivas de direitos de distribuição no exterior.

Ao mesmo tempo, empresas chinesas vêm explorando novos canais de filmes e séries de TV para atingir o público global por meio da internet.

Por exemplo, a StarTimes estabeleceu subsidiárias em mais de 30 países africanos, incluindo Ruanda, Nigéria e Quênia, e iniciou operações de TV digital e streaming online na maioria deles. E em julho de 2020, a iQIYI designou seu escritório em Beijing e o escritório de Cingapura como a sede dupla das operações globais da iQIYI.

“O número crescente de filmes e séries de TV chineses indo para o exterior reflete o progresso nacional geral da China, seu soft power influência culturais”, disse Rao Shuguang, presidente da Associação de Críticos de Cinema da China.

“O público não vê apenas o kung fu, mas também uma China moderna e seu desenvolvimento”, disse Coulibaly. Fim

Leia também:

Receita do setor postal da China aumentou 6,3% de janeiro a abril

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

CMOC gastará US$ 1,826 bilhão no projeto de KFM em Congo

O CMOC Group Limited (603993.SH, 03993.HK) anunciou nesta quinta-feira que investirá cerca de 1,826 bilhão de dólares na fase I do desenvolvimento do projeto da mina de cobre-cobalto de Kisanfu (KFM), na República Democrática do Congo (RDC).

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou nesta sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,5 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

O mercado de pequenos artigos chineses é inaugurado em Dubai

O mercado de Yiwu, um centro de compras para pequenas mercadorias chinesas, foi inaugurado nesta quinta-feira em Dubai, oferecendo uma alternativa de mercado para compradores estrangeiros adquirirem produtos fabricados na China, informou Chinanews.com.

Últimas Notícias

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços

Acqio inclui transações via Pix em suas soluções de pagamento

Em abril os pagamentos feitos via Pix atingiram a marca histórica de 11,5%, no comércio eletrônico