Firjan recebe missões com 64 empresas

Negócios Internacionais / 16:21 - 9 de mai de 2011

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Sistema Firjan irá receber, num intervalo de três dias, nada menos que 64 empresas em missões comerciais vindas do exterior. No dia 17, Israel vem com o ministro de Comércio e Indústria, Shalom Shimhon, e 19 empresas em busca de parcerias e negócios nas áreas de telecomunicações, biocombustíveis e tratamento de resíduos. E, no dia 18, a Itália trará 45 empresários interessados em firmar negócios no setor de construção, de olho nas oportunidades trazidas com Copa e Olimpíadas. Neste ano, o Centro Internacional de Negócios (CIN) do Sistema FIRJAN já recebeu 22 delegações de 15 países, três vezes mais que no período janeiro-maio do ano passado. Bons números da indústria A indústria do Rio de Janeiro fechou o primeiro trimestre do ano com alta de 8,47% nas vendas reais em relação ao mesmo período do ano passado. A expansão dos empregos aconteceu em ritmo semelhante, com 8,25%. Também registraram alta a massa salarial (4,2%) e horas trabalhadas (5,76%). Os destaques de vendas do trimestre foram as indústrias de Veículos Automotores (+32,28%), Edição e Impressão (+31,23%, com o lançamento de produtos de maior valor agregado), Outros Equipamentos de Transporte (+19,02%, puxado pela conclusão de embarcações), Máquinas, Aparelhos e Material Elétrico (+15,87%, com transferência de uma linha de produção de São Paulo para o Rio) e Refino, Combustível Nuclear e Álcool (+13,57%). Rio busca negócios em Portugal Dezenove empresas brasileiras e cerca de 60 empresas portuguesas, além de companhias da Espanha e França, participarão, a partir do próximo dia 16, em Vila Nova de Gaia, polo de tecnologia de Portugal, do Rio Info Portugal. O evento internacional do setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC) é organizado pela Riosoft, agente do programa Softex do governo federal no Rio de Janeiro. Para as pequenas e médias empresas nacionais do setor de TIC, o Rio Info Portugal abre um campo amplo de negócios voltados para a Europa e também para a África e o próprio Brasil. Essa perspectiva supera a simples exportação de software (programas de computador) e de serviços, ponderou. Na edição do ano passado, os negócios feitos pelas empresas do Brasil durante e depois do evento movimentaram em torno de 2 milhões de euros. "A minha expectativa este ano, pelos contatos que as empresas já vêm mantendo entre elas, é que pelo menos dobre esse valor". O Rio Info Portugal se estenderá até o dia 20 deste mês. Maio começa com superávit A balança comercial brasileira registrou, na primeira semana de maio, superávit de US$ 969 milhões, com média diária de US$ 193,8 milhões. Este valor está 18% acima do registrado em maio de 2010 (média de US$ 164,2 milhões) e é 97,6% superior ao verificado em abril deste ano (US$ 98,1 milhões). No ano acumulado do ano, o saldo positivo da balança comercial já chega a US$ 5,998 bilhões, com média diária de US$ 69,7 milhões. No mesmo período de 2010, o superávit foi de US$ 2,682 bilhões, com média de US$ 31,2 milhões. Pela média, houve aumento de 123,6% no comparativo entre os dois períodos. A corrente de comércio somou US$ 147,392 bilhões, com média diária de US$ 1,713 bilhão. O valor é 29,2% maior que a média aferida no mesmo período no ano passado (US$ 1,326 bilhão). Estímulo ao consumo consciente De 11 a 13 de maio, o Centro de Convenções SulAmérica, no Rio, será sede do III Encontro Internacional de Comércio Justo. A data coincide com a semana mundial do Comércio Justo, buscando inserir o Brasil como ator importante no cenário latino-americano e mundial. O comércio justo é uma alternativa para que pequenos produtores, tradicionalmente marginalizados do mercado devido à concorrência das grandes empresas, possam acessar mercados. Buscando atuar de modo a amenizar esse cenário, também será promovido, nesta edição, um Encontro de Negócios, cujo foco é a aproximação dos produtores e vendedores junto aos compradores (nacionais e internacionais) de produtos de Comércio Justo. Está previsto, ainda, espaço para showroom de produtos e reservado para negociação. Para o público interessado no tema, há uma programação técnica com diversas palestras, apresentação de experiências de sucesso, além de espaço de atendimento do Sebrae e também de parceiros. Programação e inscrições em: www.sebraerj.com.br/comerciojusto CNI coordena defesa comercial A Confederação Nacional da Indústria (CNI) vai liderar grupo de trabalho formado por representantes do governo e do empresariado para promover avanços na política de defesa comercial dos produtos brasileiros. Foram criadas ainda outras três comissões, que tratarão do sistema tributário, custo de energia e custo Brasil. MDIC realiza seminário Estão abertas as inscrições para o terceiro Seminário de Operações de Comércio Exterior deste ano, que será realizado no dia 24 de maio. As palestras serão sobre os temas: Cotas - Informações Gerais; Licenças de Importação - Sistemática para aprovação de Licenças de Importação de máquinas e equipamentos novos e usados; Drawback Integrado nas Modalidades Suspensão e Isenção; e Novoex - Siscomex Exportação Web - Módulo Comercial. Os interessados devem se inscrever enviando mensagem para o e-mail: seminario.com.ext@mdic.gov.br. Além das palestras, haverá atendimento de casos específicos (despachos executivos) de operações de cotas, exportações, importações e drawback com os técnicos do Decex. Mobilização do setor de alimentos Federações e institutos representantes do setor de alimentos realizarão entres os dias 16 e 23 de maio, ação conjunta para capacitar pequenas e médias empresas para adequação de produtos nacionais às exigências do mercado europeu. A atividade prevê a organização de cinco workshops nas cidades de Porto Alegre (RS), Vitória (ES), Rio de Janeiro (RJ), Petrolina (PE) e por último em Belo Horizonte (MG). Com apoio do Paiipme, o evento contará com a vinda de uma especialista da União Européia, Patrícia Ruiz, que é responsável pelo Departamento para Tecnologia e Produção de Alimentos (CNTA - Centro Nacional de Tecnología y Seguridad Alimentaria). A especialista espanhola tem dez anos de experiência em tecnologia de processamento de frutas e embalagens de alimentos. Antonio Pietrobelli editor@exportnews.com.br

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor