FMI: investimento público é fundamental contra a crise

Em defesa do aumento do investimento público. A bandeira de qualquer partido de esquerda foi abraçada por nada menos que o Fundo Monetário Internacional (FMI). Na edição do Monitor Fiscal divulgada nesta segunda-feira, Vítor Gaspar, Paolo Mauro, Catherine Pattillo e Raphael Espinoza, diretores e subdiretores do Fundo, defendem o investimento público, especialmente em infraestrutura, para a recuperação mundial pós pandemia.

Nosso relatório Monitor Fiscal mostra que o aumento do investimento público nas economias avançadas e de mercados emergentes poderia ajudar a reanimar a atividade econômica após o mais agudo e profundo colapso da economia mundial na história contemporânea. Além disso, poderia criar milhões de empregos diretamente no curto prazo e outros milhões indiretamente a longo prazo.”

Um aumento de 1% do PIB do investimento público pode elevar a confiança na recuperação e reforçar o PIB em 2,7%, o investimento privado em 10% e o emprego em 1,2% se os investimentos forem de alta qualidade e se o endividamento público e privado existente não enfraquecer a resposta do setor privado ao estímulo.

O investimento mundial, mesmo antes da pandemia, era baixo há mais de uma década, apesar das estradas e pontes em péssimas condições em algumas economias avançadas e das enormes necessidades de infraestrutura de transporte, água limpa, saneamento etc. na maioria das economias em desenvolvimento e de mercados emergentes, afirma o FMI. “Agora, urge investir em setores cruciais para controlar a pandemia, como serviços de saúde, escolas, prédios seguros, transporte seguro e infraestrutura digital.”

O investimento público tem potencial para gerar diretamente entre 2 e 8 empregos para cada milhão de dólares gasto em infraestrutura tradicional, e entre 5 e 14 empregos para cada milhão de dólares gasto em pesquisa e desenvolvimento, eletricidade verde e prédios eficientes.

O FMI ressalta que os juros baixos em todo o mundo também sinalizam que é o momento certo para investir. “O nível de poupança é alto, o setor privado está em modo de espera e muitas pessoas estão desempregadas e aptas a assumir empregos gerados graças ao investimento público. O investimento privado está deprimido devido à grave incerteza sobre o futuro da pandemia e as perspectivas econômicas. Assim, em muitos países, o momento agora é de fazer investimentos públicos de alta qualidade em projetos prioritários. Isso pode ser feito por meio de empréstimos de baixo custo”, explicam os autores do texto.

Em suma, o investimento público é um poderoso elemento dos pacotes de estímulo para limitar as consequências econômicas da pandemia. Mesmo enquanto continuam a salvar vidas e preservar meios de subsistência, os países podem lançar as bases para uma economia mais resiliente ao investir em atividades altamente produtivas, geradoras de empregos e mais verdes”, finaliza o FMI.

Artigos Relacionados

Biden quer estados priorizando vacinação de professores

Presidente americano pediu que educadores recebam pelo menos uma dose de vacina.

OCDE ensina gestão às estatais brasileiras

No período 2018-2019, somente o setor financeiro apresentou lucro de R$ 59 bilhões, seguido pelo setor produtivo, com lucro de R$ 53,5 bilhões.

Migrantes detidos no México sofrem com pobreza e violência

Cerca de 70 mil pessoas ainda estão em situação de vulnerabilidade extrema, segundo Médicos Sem Fronteiras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Setor de eventos terá parcelamento e isenção de impostos

Projeto foi aprovado pela Câmara e segue para o Senado.

Maranhão e Bahia vão ao STF questionar uso de fake news por Bolsonaro

Procuradores alegam que a publicação pode “gerar interpretações equivocadas e atacar governos locais, fomenta a instabilidade política, social e institucional e deve ser cessada imediatamente”.

MPEs veem oportunidades geradas pela crise

Principal mudança foi alocação de recursos para trabalhar e atender remoto, seguida por investimentos em tecnologia para vendas não presenciais.

Mudança de sinais

Terça começou tensa para os mercados de risco no mundo; hoje, a expectativa para o dia é de Bovespa seguindo em recuperação.

Quatro conselheiros da Petrobras decidem deixar o cargo

Eles são representantes da União no Conselho da empresa, petrolífera divulgou nota ontem à noite.