FMI mostra que valores dos fretes começam a cair

Mesmo assim, preços ainda estão cerca de 4,5 vezes mais altos que antes da pandemia.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) mostra, no Gráfico da Semana, que as taxas globais de fretes de contêineres começaram a recuar em setembro e desde então caíram 16%, principalmente devido à queda nas taxas de rotas transpacíficas no sentido leste, a principal ligação marítima da China aos Estados Unidos. Apesar da retração, o valor dos fretes ainda é cerca de 4,5 vezes o de janeiro de 2020, antes da pandemia.

Além da redução na demanda de mercadorias após a temporada tradicional de embarques, de agosto a outubro, os EUA recentemente ordenaram que alguns portos expandissem o horário de funcionamento e aumentassem a eficiência para reduzir o congestionamento e aliviar os gargalos de abastecimento.

Fretes

Embora as taxas tenham diminuído, elas podem permanecer elevadas até o final do ano, estima o FMI, o que pode reforçar o aumento nos preços das mercadorias. A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad) projeta que, se as taxas de frete permanecerem elevadas até 2023, os níveis globais de preços de importação e os níveis de preços ao consumidor podem aumentar em 10,6% e 1,5%, respectivamente.

Taxas de frete mais altas também resultarão em maiores aumentos no preço final de produtos de baixo valor agregado. Economias em desenvolvimento menores que exportam muitos desses bens podem se tornar menos competitivas e enfrentar dificuldades com suas recuperações econômicas. Além disso, os preços finais de produtos altamente integrados às cadeias globais de valor, como eletrônicos e computadores, também serão mais afetados por taxas de frete mais altas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China reduz juros em empréstimo de médio prazo

O banco central da China reduziu nesta segunda-feira (17) as taxas de juros de seus empréstimos de médio prazo (MLF) e repôs reversos em...

Taxa única sobre ultrarricos garantiria saúde universal

10 trilionários ganharam US$ 15 mil por segundo durante pandemia.

Rio ameaça ir à justiça para manter Plano de Recuperação Fiscal

Ministério da Fazenda não aceita reajuste para servidores.

Últimas Notícias

Empregos na saúde ultrapassa 4,6 milhões

O número de pessoas empregadas na cadeia produtiva da saúde cresceu 0,6% entre agosto e novembro do ano passado ao atingir 4.652.588 de trabalhadores,...

RJ terá dificuldades de pagar R$ 92 bi à União

O Governo do Estado do Rio de Janeiro poderá encontrar dificuldades para cumprir o pagamento de R$ 92 bilhões devidos à União. Isso porque...

China reduz juros em empréstimo de médio prazo

O banco central da China reduziu nesta segunda-feira (17) as taxas de juros de seus empréstimos de médio prazo (MLF) e repôs reversos em...

Petrobras: recorde de produção no pré-sal em 2021

A Petrobras atingiu recorde anual de produção no pré-sal em 2021, ao alcançar 1,95 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boed). Esse...

Médicos de SP mantêm greve na quarta-feira

Após se reunirem com o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, na tarde desta segunda-feira, o Sindicato dos Médicos de São...