26.1 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 25, 2021

Ford, que ganhou R$ 20 bi de incentivos, encerra produção no Brasil

A montadora Ford anunciou que fechará suas fábricas no Brasil. Serão encerradas as plantas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP). Será mantida apenas por alguns meses a produção de peças para suprir o estoque de pós-venda. A fábrica da Troller, em Horizonte (CE), será fechada no último trimestre de 2021. Serão demitidos 5 mil trabalhadores no Brasil e na Argentina.

A Ford recebeu cerca de R$ 20 bilhões em incentivos fiscais desde 1999, de acordo com estimativas da Receita Federal.

O mercado nacional será abastecido com veículos produzidos, principalmente, na Argentina e no Uruguai. A montadora encerrará as vendas dos modelos EcoSport, Ka e T4 assim que terminarem os estoques. Em 2019, a multinacional já havia encerrado a produção de caminhões e fechado a fábrica em São Bernardo do Campo (SP).

A empresa manterá apenas o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia; o Campo de Provas, em Tatuí (SP); e sua sede regional em São Paulo.

A justificativa é a crise gerada pela pandemia que atinge o mundo desde o início de 2020. Segundo a Ford, a pandemia “amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas”.

“A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável”, disse Jim Farley, presidente e CEO da companhia.

A saída da Ford não é um fato isolado. No final de 2020, a Mercedes-Benz deixou de produzir carros no Brasil. Não há garantia de que outras montadoras em situação complicada, como Audi, BMW e Jaguar Land Rover, mantenham a produção aqui.

Matéria atualizada às 20h17 para inclusão da informação sobre incentivos fiscais.

Leia mais:

Anfavea teme que, após medida de Bolsonaro, montadoras prefiram México

Lei de incentivo a montadoras é sancionada

Artigos Relacionados

Indústria rejeita retrocesso à jurássica lógica colonialista

Entidades criticam 'visão rasa' de que Brasil deveria se concentrar na agroindústria.

Ipea alerta para crises similares à de Manaus

Medidas de distanciamento estão menos rigorosas.

Frete e vantagem fiscal fazem Paraguai ganhar da China

Custo da importação de um contêiner na rota China-Brasil saltou de US$ 2 mil para US$ 10 mil entre 2019 e 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.