Fortaleza questiona venda da Lubnor pela Petrobras

271
Lubnor
Lubnor (Foto: Petrobras/ divulgação)

A procuradoria de Fortaleza encaminhou ofício à Petrobras e à Refinaria Lubrificantes e Derivados do Nordeste (Lubnor) para levantamento de dados sobre a privatização da unidade, o que deve levar à judicialização da questão.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) denunciou que 30% da área do terreno onde se localiza a Lubnor pertencem ao município, mas a prefeitura local, responsável legal pela área, não foi previamente informada da venda.

A Lubnor e suas estruturas portuárias no Ceará foram vendidas pela estatal à empresa Grepar Participações Ltda. por US$ 34 milhões, 55% abaixo da estimativa de valor de mercado. A FUP contestou judicialmente a privatização.

De acordo com o prefeito da capital cearense, José Sarto (PDT), a Petrobras falhou, pois sabia que parte do terreno pertencia ao município e ainda assim não informou que a negociação estava sendo finalizada.

Espaço Publicitáriocnseg

Segundo informações recebidas da Prefeitura pela FUP, a estatal ofereceu cerca de R$ 9 milhões pela parte do terreno, mas, pelas contas da gestão pública, o valor é quatro vezes maior, cerca de R$ 40 milhões. Não existe aval da administração municipal ou do Legislativo para a cessão da área.

Para o coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar, “o fato de não terem sequer avisado sobre a transação ao município de Fortaleza, que detém 30% do terreno, pode ser visto tanto como incompetência da atual gestão da estatal, ou como má fé do governo, mais uma vez”.

Leia também:

Lubnor foi vendida por quase metade do valor real

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui