Freio de arrumação

Sabe quando o ônibus está lotado e o motorista pisa fundo no freio? Logo abre espaço para mais gente entrar. Depois de o Ibovespa bater 125 mil pontos e as ações líderes subirem forte, precisava de um freio de arrumação de realizações de curto prazo para os mercados ganharem nova tração. Muito mais que isso, aconteceu no limiar do vencimento de opções, quando sempre a volatilidade cresce.

Essas podem ser boas explicações para o comportamento das ações líderes nos últimos dias e a recuperação ocorrida hoje. Nossa dúvida só ficou maior por conta da barafunda política em que o Brasil se meteu e no aumento do contágio pela Covid-19, que agrega incertezas, tanto aqui como no resto do mundo. Contudo, a liquidez internacional e apetite por risco têm sido o grande diferencial.

Ontem, o Reino Unido anunciou que suspendeu os voos do Brasil e mais 15 países – por conta da nova variante do vírus -, encontrada por viajantes do Brasil. De outra feita, Portugal promoveu o segundo lockdown (confinamento) para evitar propagação do contágio, a França toque de recolher e a Suécia com recordes de mortes. Aqui, Manaus não tem mais leitos e, para agravar, falta oxigênio. Cadê o poder público? Já na Itália, o imbróglio político continua com demissão de ministros da coalisão, mas o primeiro-ministro Giuseppe Conte parece que não vai renunciar.

A ata da última reunião do Banco Central Europeu (BCE) veio dúbia, mostrando que a recuperação da região do euro está maior do que o previsto, mas que a pandemia impõe riscos com a ressurgência do vírus restringindo a atividade. Também escreveram que ações adicionais eram necessárias e a compra de ativos foi mais eficiente que a redução dos juros. Otimismo com o funcionamento do fundo de recuperação para a região, que deve fornecer apoio para retomada da economia. Porém, foi possível observar dissidências dos mais duros com relação a atuação do banco.

Nos EUA, a novela do impeachment de Donald Trump não terminou e o desfecho pode acontecer depois da posse de Joe Biden. De qualquer forma, a pressão política está alta nos EUA, enquanto os investidores aguardam o pacote de estímulo de Biden, que pode atingir US$ 2,0 trilhão. Lá, os pedidos de auxílio desemprego na semana anterior cresceram 181 mil posições, para 965 mil pedidos. Pedidos continuados também expandiram 199 mil, para 5,27 milhões.

Também tivemos discurso de Jerome Powell, presidente do Fed, bem suave, dizendo que os juros ainda serão baixos por longo tempo e mais baixos que nos tempos normais. Também colocou que a inflação terá que ficar longo tempo acima de 2,0% para atingir a meta média de novo parâmetro. Porém estimou que a recuperação pode levar a inflação para cima e espera que esteja bem ancorada.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) divulgou seu relatório mensal, mantendo a demanda global em 5,9 milhões de barris diários e melhorou a expectativa de PIB de 2021 para +4,4%e queda em 2020 de 4,1%. Manteve a expectativa de alta da oferta fora do grupo, mas reduziu a projeção de oferta pelo Brasil para 3,86 milhões de barris por dia.

No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em Nova Iorque recuperou alta de 1,38%, com o barril cotado a US$ 53,64. O euro era transacionado em leve alta para US$ 1,216 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,11%. O ouro em leve queda e a prata em alta na Comex e commodities agrícolas em alta na Bolsa de Chicago, acompanhando valorização do minério de ferro na China de 1,32%.

No segmento local, Jaur Bolsonaro não quis explicar a confusão com o presidente do BB e ficamos sem saber ainda se foi demitido, pediu demissão ou outra coisa qualquer. Vai saber… Mas o vice, Hamilton Mourão, disse que pode ter ocorrido desentendimento com o presidente sobre demissões e fechamento de agências e postos.

No mercado, mais um dia de dólar fraco repercutindo comportamento também no exterior. No encerramento mostrava queda de 1,90% e cotado a R$ 5,21. No segmento Bovespa da B3, na sessão do dia 12. Os investidores estrangeiros voltaram a alocar recursos no montante de R$ 2,02 bilhões, gerando ingresso no mês de janeiro de R$ 15,13 bilhões.

No mercado acionário, dia de Bolsa de Londres e, alta de 0,84%, Paris com +0,33% e Frankfurt com +0,35%. Madri em alta de 0,08% e Milão com queda de 0,47%. No EUA, o Dow Jones com -0,22% e Nasdaq com -0,12%, invertendo no fechamento. Na Bovespa, dia de alta de 1,27% e índice em 123.480 pontos.

Na agenda cheia desta sexta, teremos o IGP-10 de janeiro e as vendas no varejo de novembro, enquanto nos EUA teremos o PPI de dezembro (atacado), o índice de atividade de NY, a produção e vendas no varejo de dezembro, além da confiança do consumidor de Michigan de janeiro.

.

Alvaro Bandeira

Sócio e economista-chefe do Banco Digital Modalmais

Leia mais:

Anúncio de estímulos nos EUA traz alívio ao mercado

Esperança por estímulos fiscais nos EUA renova otimismo

Artigos Relacionados

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.