Frete e vantagem fiscal fazem Paraguai ganhar da China

Custo da importação de um contêiner na rota China-Brasil saltou de US$ 2 mil para US$ 10 mil entre 2019 e 2020.

Importar produtos manufaturados oriundos do Paraguai tem se tornado mais atrativo do que importar produtos da China. Além das vantagens fiscais garantidas por acordos do Mercosul, o país vizinho oferece custo baixo de produção e frete com valor mais atrativo que em países asiáticos.

“Hoje, a melhor operação é com o Mercosul. Além de um custo final mais baixo, o tempo de entrega do Paraguai para o Brasil é bem menor, o que facilita na hora de suprirmos uma demanda, que se manteve aquecida”, explica Leandro Martins de Almeida, CEO e diretor de Operações da Matrix Importações.

As barreiras sanitárias e as restrições no transporte aéreo e marítimo por conta da crise do coronavírus fizeram com que os custos de frete da China para o Brasil disparassem em 2020, elevando também os preços dos produtos. De acordo com importadores e empresas de navegação, o custo da importação de um contêiner na rota China-Brasil saltou de US$ 2 mil para US$ 10 mil entre 2019 e 2020.

Além do baixo custo de frete e a isenção de quase 100% dos tributos, o baixo custo com mão de obra, energia elétrica e agilidade na entrega são fatores citados por importadores para dar preferência aos produtos manufaturados no Paraguai.

A Matrix concentrava 60% de seus pedidos em fornecedores da China e, com a pandemia, migrou as importações para o Paraguai, que hoje representa 80% dos pedidos. “Trazemos 20 mil carretas por mês, com um total de 140 mil tapetes, 400 mil cobertas e 200 mil jogos de lençóis, que são finalizados no Paraguai, beneficiados pela Lei Maquila”, explica Leonardo Martins de Almeida, diretor Financeiro, referindo-se à lei que dá isenção total de impostos paraguaios para produtos que tenham ao menos 40% de valor agregado no país, mesmo que partes dele venha de outros lugares.

Leia mais:

Qual o impacto do fechamento das fábricas da Ford

Canadenses desistem do Carrefour

 

1 COMENTÁRIO

  1. Estamos vislumbrando uma operação que necessitaria de operacionalização de fretes do Paraguay para o Brasil e outros países da América Latina.
    Gostaríamos de conhecer melhor essas operações para facilitar nosso processo decisório de contratação oportuna.

Deixe um comentário para JORGE LUIZ FERNANDES REIS Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Azul mantém Norte Fluminense e Gol vai montar hub na Bahia

Companhia aérea recebeu incentivos fiscais do governo baiano.

Mais navios deixam a Ucrânia com 58 mil t de milho

Três navios foram autorizados a sair com grão da Ucrânia.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.