Fábrica da AAA

A Comissão de Inquérito sobre a Crise Financeira (FCIC, em inglês) e a Comissão Dodd-Frank do Congresso norte-americano mostraram características reais das agências de classficiação de risco. O presidente da FCIC, Phil Angelides, qualificou a Moody”s como “uma fábrica de triplo As” – em 2006, foram 30 classificações máximas por dia. Os títulos lastreados por hipotecas agraciados com tal classificação atingiram um montante US$ 869 bilhões, mas, após a eclosão da crise, 83% deles foram drasticamente rebaixados.
Os critérios são tão – digamos – intangíveis que uma das agências recorreu à proteção da Primeira Emenda – pedido rejeitado por um juiz federal do estado do Novo México (EUA). O dispositivo da Constituição norte-americana é aquele que trata sobre o direito à liberdade de expressão, ainda que para avaliações e opiniões comprovadas como falsas.

Mão única
No Brasil, os setores que mais se destacam na utilização do Twitter como ferramenta de negócios são os de Automóveis, Telecomunicações, Companhias Aéreas e Varejo – estes três últimos são os que mais conquistam a atenção do consumidor.
“Ainda há muito por ser feito, pois pontos como escuta e conversação ainda são pouco trabalhados. Nossa análise demonstra, por exemplo, que 44% das contas têm um volume praticamente nulo de conversação, que é a troca de informações entre seguidor e empresa”, afirma Maria Isabel Leitão, gerente da IZO Brasil, que realizou o estudo Twitter Engage, com 75 empresas de grande porte, para analisar e questionar como se relacionam com seus clientes pelo microblog.
As empresas de Automóveis, Telecomunicações e Companhias Aéreas brasileiras, que têm 100% de presença no Twitter. As companhias de Planos de Saúde são as menos presentes: 12,5% possuem perfis na rede social, sendo que 40% têm perfis inativos.

Cartão de visitas
Correspondentes internacionais no Brasil que queiram trocar o papel de RP da política de segurança do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), pelo jornalismo investigativo têm uma pauta incontornável. Após uma visita à cúpula da Secretaria estadual de Segurança do Rio, na Central do Brasil, para ouvir uma exposição sobre o sucesso das UPPs, basta caminhar não mais do que um minuto para se depararem com grupos de dezenas de consumidores de crack, com toda a degradação inerente a pessoas nessa situação.

Invisibilidade
O convite aos correspondentes internacionais não implica qualquer restrição aos coleguinhas cariocas. Mas, com a blindagem 6.0  ofertada ao governador Sérgio Cabral pelo monopólio das comunicações no Rio, desconfia-se que esse tipo de pauta faça muito pouco sucesso nas redações locais. Aqui, por exemplo, fotos vinculando Cabral à terceira tragédia seguida provocada pelas enchentes no estado continuam inacessíveis ao público.

Bandeira
“O mundialismo não é apenas um sistema econômico selvagem (…) é também uma ideologia que vai além da simples globalização e que visa a uniformizar as culturas, encorajar o nomadismos na circulação permanente de pessoas entre um continente e outro, tornando-as intercambiáveis, até transformá-las em anônimas; nesse sistema o indivíduo não conta mais; reduz-se a nada mais que uma unidade de produção ou de consumo num mundo sem fronteiras onde os territórios se equivalem.”
O discurso, que poderia ter sido pronunciado por qualquer candidato progressista, é de autoria de Marine Le Pen, provável candidata da Frente Nacional, da extrema direita francesa, nas eleições presidenciais.

Vácuo
Aproveitando-se do vácuo deixado pela capitulação do Partido Socialismo (PS) ao neoliberalismo e com um discurso que combina críticas à cúpula da União Européia com xenofobia, a Frente Nacional atrai fatias importantes do eleitorado, podendo se tornar, no mínimo, um importante eleitor no segundo turno.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInutilidade cara
Próximo artigoPresente grego

Artigos Relacionados

‘EUA do Mar’ seria considerado crime de lesa-pátria

Na terra de Biden, entregar navegação a estrangeiros é impensável.

Governo Bolsonaro não dá a mínima para a indústria

País perde empregos de qualidade e prejudica desenvolvimento.

Taxa sobre exportação de petróleo renderia R$ 38 bi

Imposto aumentaria participação do Estado nos resultados do pré-sal.

Últimas Notícias

Fundos de investimento poderão atuar como formadores de mercado na B3

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou os fundos de investimento a atuarem como formadores de mercado na B3, a bolsa do Brasil. A...

ABBC: Selic deve subir 1,50 ponto percentual

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reúne na próxima terça-feira (7) para decidir sobre a nova Selic, a taxa básica...

Ibovespa fecha a semana em alta

(alta de 0,013%). O volume representou uma extensão do movimento positivo registrado na quinta-feira (2), quando o índice fechou com forte alta de 3,66%,...

China: Incentivos fiscais para investidores estrangeiros

A China anunciou que estendeu suas políticas fiscais preferenciais para investidores estrangeiros que investem no mercado de títulos da parte continental do país. A...

Brasileiro teria renda 6 vezes maior com indústria forte

Entre 1950–70, PIB do País foi multiplicado por 10.