Fundo Soberano terá R$ 2 bilhões para investimentos em 2022

Por Sergio Braga e Sidnei Domingues.

O presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), está levando a todas as regiões do estado esclarecimentos sobre os benefícios do Fundo Soberano, criado para custear ações estruturantes para o desenvolvimento econômico e social do estado, a médio e longo prazo. Incluído na Constituição Estadual, o Fundo precisa ser regulamentado pelo Legislativo para entrar em prática. Na última sexta-feira, Ceciliano explicou todos os benefícios que o Fundo Soberano, formado principalmente por recursos dos royalties do petróleo, trará para os municípios do Norte do Estado, em uma audiência pública em Campos. “O Fundo Soberano já começou a ser capitalizado esse ano. Na virada de 2021 para 2022 a gente calcula, no mínimo, R$ 2 bilhões aportados’, diz André Ceciliano.

Isenção camuflada para igrejas

A primeira vista, o projeto de lei apresentado na Alerj pelo deputado Marcelo Cabeleireiro (DC) está cheio de boas intenções. Ele concede isenção do pagamento da taxa de incêndio para os aposentados, pensionistas e pessoas com deficiência, proprietários ou locatários de apenas um imóvel residencial no Estado. Há até a exigência de que o imóvel em questão tenha até 120 metros quadrados e que o beneficiário receba proventos ou pensão de até 05 salários mínimos. Mas está lá, escondidinho no finalzinho do texto, que a medida também beneficia igrejas e templos de qualquer culto. Só não vê quem não quer.

Ônibus elétricos

Deputado Dionísio Lins

O deputado Dionísio Lins (PP) defende que o Governo do Estado adote o quanto antes um programa de transportes através de ônibus elétricos, em uma substituição gradual da frota atual, formada por veículos com motores a diesel. Segundo ele, a medida será de grande valia para a melhoria da qualidade do ar e redução de ruídos nos centros urbanos.

Bengala colorida para deficiente visual

O deputado Valdecy da Saúde (PTC) quer instituir um critério de cores para as bengalas usadas por pessoas com deficiência visual. Segundo o projeto de lei apresentado por ele na Alerj, funcionaria assim: pessoas com cegueira usariam bengala branca; pessoas com visão subnormal usariam bengala verde; e pessoas surdo-cegas usariam bengala vermelha e branca. A parte boa é que o projeto cria uma multa, de 40 a 80 Ufirs, para quem usar as bengalas coloridas sem possuir as deficiências descritas.

Isenção de IRPF para professores

O Senado está fazendo uma consulta popular, através do portal e-cidadania (https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=149624), sobre o projeto de lei 3018/2021. De autoria do senador Sérgio Petecão (PSD-AC), o projeto propõe a isenção do Imposto sobre a Renda das Pessoas Físicas a remuneração da atividade de professor em efetivo exercício na educação infantil, fundamental, média e superior. Se você apoia a medida, vote lá!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

‘O trem atrasou meia hora’

‘Trago aqui um memorando da Central’... bons tempos.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Lei determina que estatais respeitem interesse público

Acionistas da Petrobras sabem que ela tem obrigações e bônus por ser de economia mista.

Últimas Notícias

Receptores de TV pirata apreendidos transformados em minicomputadores

Receita entregará 3.000 receptores de TV pirata foram para o Ministério das Comunicações.

Despacho gratuito de bagagem em voos é aprovado no Senado

Senado confirmou o texto da Câmara: 23 Kg nos voos nacionais e 30 Kg nos internacionais.

Petrobras Conexões: R$ 36 mi em investimento ao longo de três anos

Demandas atuais são para áreas como robótica, redução de carbono e tecnologias digitais

Potencial econômico da costa marinha brasileira

BNDES e Marinha começarão mapeando os litorais de RS, SC e PR

TSE autoriza ‘vaquinha virtual’ para financiar candidaturas

Utilização nas eleições deste ano está autorizada a partir do dia 15 de maio