Fusões x demissões

Na década de 90 houve perda de 79 mil postos de trabalho nos serviços bancários e financeiro brasileiros, segundo relatório divulgado ontem pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). O relatório da OIT ressalta que, em nível mundial, “dois terços das fusões e aquisições não alcançaram seus objetivos”, mesmo com as freqüentes perdas de emprego e reestruturações organizacionais realizadas. A OIT cita como exemplo a Europa Ocidental, na qual na década de 90 desapareceram pelo menos 130 mil empregos no setor financeiro em conseqüência das fusões e aquisições, com uma previsão para o período 1999-2002 de perda de aproximadamente 300 mil empregos. Na  Argentina, por sua vez,  foram eliminados 22 mil postos de trabalho entre 1994 e 1999.
O relatório alerta ainda para o declínio inevitável na competição e no serviço setorial que resulta da grande concentração na indústria financeira, levando a redução do crédito às pequenas e médias empresas, que são as maiores geradoras de emprego em todos os países.

Business
Uma empresa francesa pagou US$ 5 milhões, além de um apartamento em Champs Elysée, como – digamos – adiantamento a um prefeito de uma grande cidade brasileira para fornecer serviços para a prefeitura. Assistiu, impotente, a uma concorrente ganhar a obrigatória licitação. Agora, não sabe o que fazer com o atual ex-prefeito, que não se mexeu para devolver o “mimo”.

Carnaval antigo
A feira de antigüidades Les Antiques está comemorando este mês seis anos de exposições, todos os domingos, no Rio Design Center, do Leblon, das 11 às 19 horas. São cerca de 100 antiquários exibindo suas obras. Aproveitando o carnaval o Les Antiques exporá antigas fantasias premiadas desde o início do século.

Fora do ar
Há cerca de uma semana,  as ligações internacionais da Embratel para a África estão suspensas. Por motivos conhecidos apenas pela cúpula da empresa, as operadoras de África do Sul, Bélgica e Alemanha que faziam essas conexões se recusam a continuar a operá-las.

Fora do cardápio
Apesar de as autoridades de vigilância sanitária européias garantirem que a epidemia está sob controle, a doença da vaca louca provocou a retirada em massa da carne dos restaurantes do continente.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorExpansão
Próximo artigoImplosão

Artigos Relacionados

Alta dos preços leva a aumento de protestos

Agitação em países onde manifestações eram raras preocupa FMI.

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás

Brasil tenta ampliar diálogo com a UE

Debate da recuperação econômica nas duas regiões e discussão sobre as perspectivas das políticas fiscais