G7 confisca US$ 50 bi da Rússia para entregar à Ucrânia

O G7 utilizará lucros do dinheiro russo bloqueado pelo Ocidente para realizar empréstimos à Ucrânia

147
Líderes no G7 olham para o céu na Cúpula na Itália
Líderes no G7 na Cúpula na Itália (foto G7)

A Ucrânia receberá US$ 50 bilhões em empréstimos dos países do Grupo dos Sete (G7) usando lucros confiscados de ativos financeiros russos que estão bloqueados, informou a agência de notícias Interfax-Ucrânia. O acordo político foi alcançado no dia de abertura da cúpula anual do G7 na região de Puglia, no sul de Itália.

Os países do G7 estão trabalhando nos detalhes relativos ao fornecimento dos fundos, afirma o relato, citando o ministro das Finanças alemão, Christian Lindner. Os países do G7 congelaram cerca de US$ 300 bilhões de dólares em ativos russos na sequência do conflito Rússia-Ucrânia.

Na Rússia, o presidente Vladimir Putin prorrogou um decreto sobre as medidas de resposta do país ao limite de preços imposto pelo Ocidente ao petróleo e aos produtos petrolíferos russos até 31 de dezembro de 2024.

O decreto proíbe o fornecimento de petróleo e produtos petrolíferos russos se os contratos para esses fornecimentos incluírem o limite de preço imposto pelos países do G7, pela União Europeia e pela Austrália.

Espaço Publicitáriocnseg

O decreto, em vigor desde 1º de fevereiro de 2023, foi prorrogado diversas vezes. Em dezembro de 2022, a UE impôs um limite de preço de US$ 60 dólares ao petróleo bruto russo transportado por mar, uma medida adotada pelo G7.

Com Agência Xinhua

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui