Gentrificação da internet

Provedores de acesso a internet nos Estados Unidos – como AT&T, Verizon e outros fornecedores do serviço sem cabo – favorecem as áreas onde moram os mais ricos, que dispõem de velocidades maiores, mostra matéria do Center for Public Integrity. Cerca de 40% da população das regiões mais abastadas é atendida com acesso veloz, contra 22% dos moradores das áreas mais pobres e 27% dos locais de classe média. A estes dois grupos resta contratar provedores locais, que normalmente oferecem serviço a cabo, por preços mais elevados devido à falta de concorrência.

Nada muito diferente do Brasil. Das 726 cidades atendidas pela rede 4G de telefonia móvel, a que oferece velocidades de conexão à internet mais rápidas, nada menos que 292 ficam no Estado de São Paulo. Na região que engloba Sul, Centro-Oeste e o Acre, são 208 municípios (sendo apenas a capital no estado do Norte). No restante do Norte e do Sudeste e no Nordeste, são 226.

Ralo da dívida

A lei que permite usar o saldo do FGTS como garantia de empréstimo consignado é ruim não só para quem pega o crédito, pois vai pagar juros em torno de 43% ao ano usando o fundo, que rende só 3% anuais mais TR, mas também para a economia. O professor da FGV Andriei Beber ressalta que com cada vez mais dinheiro sendo destinado a pagar dívidas passadas, menos consumo acontece no presente.

Dados do Banco Central apontam que em janeiro de 2005 as famílias brasileiras comprometiam cerca de 18% de sua renda anual com dívidas. Decorridos 11 anos, em janeiro de 2016, esse número já era de 45%. “Assim, não é mera coincidência a recessão que o país vive. Com cada vez mais dinheiro sendo destinado a pagar dívidas passadas, menos consumo acontece no presente. E não será assumindo mais dívidas que esse quadro mudará”, afirma.

Esta lei tem uma forte relação com a alavancagem financeira, uma estratégia que permite ampliar o poder de compra ou investimento por meio do aumento no nível do endividamento. Porém, do mesmo modo que a alavancagem permite a ampliação dos ganhos, expõe o investidor a perdas igualmente grandes”, destaca Andriei.

Desacordo

Quanto ao acordo ortográfico, muita gente não está de acordo”, sustenta o secretário-executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Murade Murargy, que afirma que “não há uma unanimidade sobre se valeu a pena ou não o tanto de dinheiro que se gastou”. E tempo, acrescente-se, não só na discussão, mas no reaprendizado de parte da língua.

Acredito que devemos concentrar-nos no que é fundamental para permitir que os outros [países-membros] possam se desenvolver”, disse Murargy, para quem seguir à risca a aplicação do acordo ortográfico não é uma prioridade. “Não podemos ficar agarrados à nostalgia da língua”, ensina. Finaliza o moçambicano: “Eu, por exemplo, não me preocupo se estou a aplicar [o acordo ortográfico] ou não. Se as pessoas me entendem, vamos em frente.”

No grito

Fala-se muito na judicialização da política, mas outro fato nefasto nestes anos recentes em nosso país é a espetacularização das notícias. Nesta terça pela manhã, o site UOL trouxe como manchete que o PT gastou dinheiro do fundo partidário para custear viagens a Paris, Cuba e México.

A matéria, porém, mostra que a despesa é permitida, desde que – óbvio – em missões oficiais dos partidos. E foi o que aconteceu com o PT, tanto em Paris (participar da COP 21) quanto no México (reunião do Foro de São Paulo). Sobre a viagem a Cuba, o site não havia obtido ainda esclarecimentos.

Em resumo, a história não rendia nem uma matéria. Mas, publicada com tanto destaque, faz parecer que o PT cometeu alguma falcatrua.

Rápidas

Será lançada nesta sexta-feira a biografia do ex-senador Jarbas Maranhão, às 17 horas, no auditório do 22º andar do Clube de Engenharia (Av. Rio Branco, 124, Centro, Rio de Janeiro – RJ). A obra foi elaborada por Edson Monteiro, editada pela Letra Capital Editora e tornada pública pela Companhia Editora de Pernambuco *** Luiz Claudio Azevedo Chaves, especialista em Direito Administrativo, lança Licitação Pública Para Leigos – Compra e Venda Governamental (Alta Books) na Livraria Cultura – Cine Vitória (Rua Senador Dantas 45, Centro, Rio de Janeiro), nesta quinta, às 18h *** O ministro Gilberto Kassab participará do VIII Fórum de Inovação e Tecnologia da Câmara de Comércio França-Brasil (CCFB-SP), com empresários de ambos os países, no dia 21, sexta, no Hotel Unique, em São Paulo *** O Caxias Shopping (RJ) apresenta neste domingo show com o Mágico Patrick *** O Centro de Excelência em Varejo (GVCEV) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas realizará, quinta e sexta, a 9ª edição do Congresso Latino-Americano de Varejo (CLAV). A abertura será feita pelo professor da York University Russel Belk. Entre os palestrantes, o gerente-geral do Uber, Guilherme Telles, e o presidente da Airbnb, Leonardo Tristão. O encerramento contará com o vice-presidente da Google Inc., Fábio Coelho. Detalhes em http://clav2016.fgv.br/

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Ameaça de demissões expõe crise na Saúde

Piso de menos de 4 SM para enfermagem revela desvalorização.

Qual a parcela de culpa da Ericsson no terrorismo?

Multi sueca é processada por pagar propina no Iraque que teria chegado ao Estado Islâmico.

BC eleva juros, mas inflação segue disseminada

Remédio errado a partir de diagnóstico equivocado.

Últimas Notícias

Fiagros têm captação líquida satisfatória até junho

Esses fundos entraram em operação em agosto de 2021

Vendas financiadas de veículos leves e pesados crescem pouco

Em relação a julho de 2021, no entanto, queda é de 18,8%

Índices influenciaram o mercado nesta semana

Ibovespa encerrou nesta sexta-feira com alta de 2,33%

Petrobras informa sobre venda de direitos minerários de potássio

A Petrobras informa que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda de seus direitos minerários para pesquisa e lavra de...

China aposta no controle da inflação este ano

BPC: condições favoráveis para manter os preços geralmente estáveis