Genéricos alternativos

A disparada dos preços dos remédios estimulou um grupo de moradores da Zona Oeste do Rio a desenvolver uma criativa fórmula para fugir dos gastos extorsivos: fundaram uma cooperativa de remédios. Além de contribuir com R$ 15 mensais, para compra de medicamentos de uso mais rotineiro, como antigripais, cada associado doa remédios que, em geral, têm mais cápsulas do que as necessárias para o tratamento. Antes de comprar algum remédio, o associado verifica o estoque da “farmácia” mantida na cada de um integrantes da cooperativa, tendo, sempre, como destacam os autores da idéia, o cuidado de checar antes a data de validade do medicamento.

Cidadão
O economista norte-americano Lyndon LaRouche será agraciado pela Câmara Municipal de São Paulo, no próximo dia 12, com o título de Cidadão Paulistano. LaRouche é perseguido pela direita dos EUA por suas posições contra o neoliberalismo e as oligarquias financeiras anglo-americanas. O economista fará duas palestras na capital paulista: a primeira será “A crise sistêmica global e o fim do “livre comércio””, dia 11, às 16h, no Auditório do Parlamento Latino-americano (Parlatino), na Avenida Auro Soares de Moura Andrade 664 – Centro. A outra – “Os EUA e as relações hemisféricas pós-11 de setembro” – dia 14, às 9h30m, durante o V Seminário Brasil-Argentina: Hora da Verdade, no Auditório da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg), na Rua Álvaro de Carvalho 48/4° andar – Centro.

Juventude sem esperança
Além de jogar por terra as racionalizações de que os índices de desemprego seriam menores fora dos grandes centros urbanos, com os números do Censo 2001, o IBGE traz dados que revelam que o problema é ainda mais preocupante do que sugero tratamento discreto que lhe é dedicado pela imprensa “chapa branca”. Segundo o IBGE, os jovens entre 15 e 24 anos de idade são a faixa etária mais afetada pelo desemprego. Nos quatro primeiros meses deste ano, o desemprego entre os adolescentes de 15 a 17 anos cresceu para 17,4%. Na faixa entre 18 a 24 anos, a média subiu para 14,1%.
Troco nas urnas
Esses índices, os mais altos desde 1999, são motivos extras para aumentar a paralisia de foi acometida a candidatura de José Serra. E não por acaso. Pesquisas de instituições financeiras indicam que a rejeição ao presidente FH cresce à medida que aumenta o desemprego.

Resistência
O Programa de Estudos de América Latina e Caribe da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) promove no próximo dia 17, às 18h, o debate “Integração Regional e Resistência à Alca”. Os debatedores serão Emir Sader, Silene de Moraes Freire e Henrique Acker. Durante o encontro, será lançado o livro Mercosul em Debate, organizado por Silene de Moraes. O evento acontecerá no Campus Maracanã, Pavilhão João Lyra Filho, Auditório 91 – 9º andar /bloco F.

Fora de época
Desde sexta-feira até domingo, Petrópolis está em pleno Carnaval. Não se trata de mais um desses carnavais de meio de ano, mas, para usar o jargão do pessoal do mercado financeiro, de trazer ao mercado vista o passivo pretérito. Ou em linguagem de gente, a comemoração inusitada se deve ao cancelamento da festa em fevereiro devido às fortes chuvas que caíram sobre o município em fevereiro.

On the rocks
Com os engarrafamentos não dando trégua nem fora do horário de pico, sobressai o serviço oferecido por um taxista em São Paulo. Os passageiros podem aproveitar o tempo lendo revistas nacionais e internacionais e tomando água mineral, água de coco, cerveja, suco, vinho ou whisky – 12 anos, claro. O táxi do João Batista possui até sítio na Internet (www.oseutaxi.com.br) e correio eletrônico: [email protected] Pode ser chamado pelo celular 9934-8339. O preço é o mesmo de um táxi comum. A recomendação do serviço é do vereador Augusto Campos (PT).

Luz
As licenças ambientais das usinas termelétricas do município de Paracambi (Baixada Fluminense), que deveriam ter sido liberadas pela Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente (Feema) até o último dia 31, serão oficializadas nesta segunda-feira. A informação é do presidente da Feema, Paulo Coutinho. Para o prefeito André Ceciliano, a construção das duas usinas termelétricas e uma hidrelétrica irá injetar no município investimentos de cerca de R$ 1 bilhão. Além disso, afirma, irá gerar quantidade significativa de empregos diretos e indiretos, aumentando o fluxo de vendas do comércio.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOcupado
Próximo artigoNota só

Artigos Relacionados

Ainda é a economia

Redução dos preços coloca algum combustível na campanha de Bolsonaro.

Suíça é ponte para exportações à Rússia

Vendas do País que lava mais branco aos russos cresceram mais de 80% desde fevereiro.

Homens pintam melhor que mulheres?

Não, mas recebem 10 vezes mais por obra.

Últimas Notícias

Armazém Cultural: Câmara debate veto do prefeito do Rio

.Comissão de Justiça e Redação recomenda rejeição ao veto

Plataformas da Bacia de Campos tem hotéis flutuantes

Petrobras estuda investir US$ 220 milhões até 2023

Ações do setor de saúde puxam Ibovespa

Destaque também para Petrobras, que celebrou novo aditivo ao contrato de compra de gás natural com a YPFB

Governo de MG conclui leilão de 627,4 km de rodovias

Investimentos de R$ 3,2 bi, sendo R$ 1,4 bi nos oito primeiros anos da concessão

Bancos chineses: mais empréstimos para empresas privadas

No final de junho aumento de 11,4% em relação ao ano anterior