Genéricos

O laboratório farmacêutico Enila passará a representar no Brasil os mais de 100 remédios genéricos produzidos e usados em Cuba. Esses medicamentos, quando comercializados aqui, poderão ajudar a reduzir o custo de remédios que hoje engordam os bolsos de laboratórios europeus e norte-americanos. A expansão da parceria com o Enila será tema de entrevista do embaixador cubano no Brasil, Jorge Lezcano Péres, amanhã. A empresa brasileira já representa aqui a vacina contra meningite, que no resto do mundo é comercializada por uma multinacional.

Ecos de Porto Alegre
Começaram a ser postos no ar, na página do Fórum Social Mundial na Internet (www.forumsocialmundial.org.br), os documentos que resgatam os debates ocorridos no FSM-2001. São conferências, declarações lançadas pelas centenas de organizações presentes, relatos, avaliações. Destaque para Bernard Cassen, do Le Monde Diplomatique, que arrisca um vaticínio. Para ele, “a simples existência do FSM retira toda legitimidade de Davos, que aparecerá daqui para a frente como uma simples reunião de interesses corporativistas”.

Enredo
A atuação social em benefício de suas comunidades pesou na hora de a Varig Log decidir patrocinar as escolas de samba Mangueira e Beija-Flor no desfile do carnaval carioca. A empresa não informa quanto investiu no patrocínio, mas distribuiu 20 mil bandeirolas, seis mil balões e 40 mil folhetos com as letras dos sambas. Os responsáveis por empurrar os carros alegóricos utilizaram macacões com a marca da Varig Log.

Contramão
As autoridades de trânsito do estado e da prefeitura precisam explicar ao contribuinte que estranho privilégio permite que a carreta placa do Rio de Janeiro BWM-1979 tenha transformado o trecho da Rua Benedito Hipólito perto da esquina com a Rua do Santana num ponto para descarregar carros da Renault, tumultuando ainda mais o tráfego na área.

Por baixo
Talvez refletindo a polêmica eleição em que o vencedor teve menos votos que o perdedor, o presidente norte-americano George W. Bush tem a mais baixa taxa de aprovação dada a um presidente recém-eleito desde Dwight Eisenhower (1953-1961), revelou pesquisa do jornal The Washington Post e da rede de TV ABC. Bush, que tomou posse em janeiro, recebeu 55% de aprovação dos entrevistados, índice menor que os dos republicanos Richard Nixon, que obteve 60% de aprovação em fevereiro de 1969, e de seu pai, George Bush, que recebeu o mais alto índice, 76%, após sua posse, em 1989. O democrata Bill Clinton teve 63% de aprovação em 1993, no mês seguinte a sua chegada à Casa Branca.
Os entrevistados não têm as mesmas prioridades que o governo republicano. Ao invés de corte de impostos, acham mais importantes temas adotados pelos democratas, como aumento dos gastos em programas na área de saúde e educação e fortalecimento do sistema de saúde pública.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorResponsável
Próximo artigoPesquisa

Artigos Relacionados

Deputado bolsonarista: servidor não pode ser sacrificado

‘Sociedade acha que não é o momento da reforma administrativa’.

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Prorrogação da concessão sem pagamento de outorga.

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Últimas Notícias

Pitch Night Mulheres no Comando

Grupo de mulheres investidoras anjo autofinancia startup de tecnologia lideradas por elas mesmas.

Limite de R$ 1 mil para saques entre 20 h e 6h deve dividir opiniões

Crescimento de golpes obriga BC a adotar medidas restritivas Na tentativa de evitar fraudes, o Banco Central adotou esta semana duas medidas restritivas: limite de...

Brasileiros começam a descobrir a Mesa proprietária

No Brasil o conceito ainda é desconhecido para a maioria das pessoas, mas é possível ganhar dinheiro trabalhando como trader no mercado financeiro e...

China: US$ 1,47 tri em aeronaves nos próximos 20 anos

O mercado de aviação da China criará uma demanda de novas aeronaves comerciais avaliada em US$ 1,47 trilhão nos próximos 20 anos, informou uma...

Cerca de 51% das ações ordinárias da ES Gás serão vendidas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o governo do Estado do Espírito Santo e a Vibra Energia (antiga BR Distribuidora) assinaram,...