Gol contra

Ainda que de forma involuntária, o comitê de campanha de Ciro Gomes ajudou a jogar água no moinho da candidatura de Lula nesta reta final de campanha. Ontem, o comitê de Ciro distribuiu nota do presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen, a propósito da decisão da ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney de votar no petista. Na nota, Bornhausen, enfatiza que “PFL e PT são partidos antagônicos em seus programas e não se misturam”. Vindo de quem vem, melhor elogio é impossível.

Apoio
O PT faz a festa hoje no Rio. Pela manhã, o pastor e ex-senador democrata dos EUA Jesse Jackson chega à cidade, onde participará de uma intensa agenda em apoio à reeleição da governadora Benedita da Silva, com direito a panfletagem, entre 15h e 16h, na Avenida Rio Branco. Jesse Jackson também visitará a Escola de Samba Mangueira e inaugurará, na Estação da Leopoldina, o Centro Cultural Clementina de Jesus. O ex-senador deverá visitar também São Paulo, Belo Horizonte e Salvador.
Ao final da tarde e início da noite entra em cena o candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que fará seu último comício no Rio de Janeiro antes do primeiro turno. Com direito à dupla Zezé di Camargo e Luciano, o evento será na Enseada de Botafogo. Depois do Rio, Lula fará comícios em Brasília e Belo Horizonte (dia 28), São Paulo (dia 29) e encerra em Porto Alegre (dia 30).

Ídolo
O atacante Romário, do Fluminense Futebol Clube, foi homenageado ontem pelo Instituo de Assistência aos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (Iaserj), que inaugurou o setor de pediatria de seu hospital central. O nome do artilheiro tricolor foi escolhido por funcionários do hospital e pelos pacientes para identificar o solário da pediatria, que foi reformulado, ganhando cobertura e brinquedos para as crianças. Além disso, foi colocado um painel para que as crianças possam deixar suas mensagens e desenhos. Segundo o presidente do Iaserj, José Messias, as obras de reforma no setor de pediatria foram paralisadas no início deste ano e retomadas a partir de abril. Todo o setor foi concebido para que as crianças possam estar em um local agradável. Além disso, cada enfermaria foi pintada de uma cor e corresponde a um desenho animado: as enfermarias Pequena Sereia e 101 Dálmatas e a sala de banho com motivos marinhos.

Identidade carioca
Com apoio da Fundação Darcy Ribeiro e patrocínio da BR Distribuidora, artistas e produtores culturais vinculados à música popular do Rio se reuniram ontem, no auditório da ABI, debatendo formas para resgatar a identidade cultural carioca para colocar “novamente, o Rio de Janeiro na vanguarda de nossa produção musical, atraindo recursos para nossa cidade”. Os organizadores do Fórum Música Popular Carioca querem iniciar um movimento que devolva ao Rio o posto de “capital turístico-cultural do Brasil”.

Sem-computador
Representantes de 44 países se reúnem até amanhã, no Rio, no Fórum Internacional “América Lartina e Caribe na Sociedade da Informação”, promovido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil e pelo governo federal. “Eliminar o hiato digital que existe e discutir temas como infra-estrutura, serviços, educação a distância, entre outros, ligados à Internet, são alguns dos objetivos do encontro”, diz Maria Inês Bastos, coordenadora de Comunicação e Informação da Unesco no Brasil.
Ao final, será produzido relatório para ser apresentado à Cúpula Mundial da Sociedade da Informação, que acontecerá em 2003, em Genebra, Suíça.
“Para a UNESCO, é uma oportunidade de fazer uma consulta regional sobre aspectos éticos e socioculturais da sociedade da informação e sobre medidas que fomentem o acesso universal aos recursos e aos serviços de base digital e que facilitem a preservação da diversidade cultural e lingüística”, acrescenta Inês.

Fim de linha
O ostracismo do governador do Paraná, Jaime Lerner (PFL), é melancólico. Lerner não conseguiu sequer apresentar um candidato do seu partido para concorrer a sua sucessão. Além disso, o candidato formalmente apoiado por ele, o deputado federal Beto Richa (PSDB), sempre que cobrado pelos adversários sobre os problemas da administração de Lerner, vai logo avisando que não tem nenhuma relação com o governo, embora garanta se sentir “honrado em ter o apoio do governador”.

Artigo anteriorDoutor Pangloss
Próximo artigoAcerto de contas
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ISM Manufacturing teve a maior leitura desde fevereiro de 2018

Expectativa é de melhora continuada dado o avanço da vacinação, bem como o estímulo fiscal projetado para ser aprovado em meados de março.

Rede estadual de ensino do Rio volta hoje às aulas

Alunos terão aulas remotas e presenciais, com turmas em sala de aula em dias alternados em função da pandemia.

Mercado interno sobe seguindo bom humor global

Exterior avança após pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão ser aprovado pela Câmara dos Representantes dos EUA.

Aepet recomenda não migrar para o Plano Petros 3

Petros anunciou que começa em 2 de março o período de opção pelo PP3 para ativos e assistidos dos PPSP-NR e PPSP-R.

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.