‘Golpes começam assim’

Política / 23:00 - 17 de mar de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

SITEdilmaAo dar posse ao ex-presidente Lula como ministro-chefe da Casa Civil, a presidente Dilma Rousseff criticou as interceptações de conversas telefônicas entre os dois, divulgadas na quarta-feira, e disse que pedirá a apuração dos fatos. “Convulsionar a sociedade brasileira em cima de inverdades, de métodos escusos, de práticas criticáveis viola princípios e garantias constitucionais, viola direitos dos cidadãos e abre precedentes gravíssimos: os golpes começam assim”, disse, sendo bastante aplaudida. Dilma repudiou as versões divulgadas das escutas telefônicas com conversas entre ela e Lula. “Estaremos avaliando as condições deste grampo que envolve a Presidência da República. Queremos saber quem autorizou e por que o autorizou, e por que foi divulgado porque não continha nada que possa levantar qualquer suspeita sobre seu caráter republicano. Investigações baseadas em grampos ilegais não favorecem a democracia. Quando isso acontece, fica nítida a tentativa de ultrapassar o limite do Estado Democrático de Direito, de cruzar a fronteira que é tão cara para nós que a construí-mos: a fronteira com o estado de exceção. Estamos diante de um fato grave: uma agressão não à minha pessoa, mas uma agressão à cidadania, à democracia e à nossa Constituição.”

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor