Governador do Amapá critica Bolsonaro e Aneel por apagão

Góes afirma que houve falha na fiscalização na empresa privada contratada, a Isolux

“Quem deve dar resposta ao desastre em termo de punição dos culpados é a Aneel e o Operador Nacional do Setor Elétrico, quem deve dar resposta da transmissão também é o governo federal, sim, porque já que a iniciativa privada é contratada, o governo federal deve dar resposta para isso”. A crítica é do governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), em entrevista à Globonews. Góes afirmou que houve falha na fiscalização na empresa privada contratada para fornecer energia ao estado.

“É verdadeiro que o setor privado tem culpa, junto com o setor público por não ter fiscalizado. A especulação, que digo porque a investigação é que vai dizer, é que o transformador que deveria ser sempre reserva, em condição de back up, há mais de dez meses estava ali esperando manutenção. Irresponsabilidade da empresa dona da concessão e do poder público, através da Aneel ou do órgão nacional”, falou.

De acordo com Góes, na entrevista, o Amapá é responsável somente pela distribuição da energia, por meio da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), que recebe da empresa transmissora, que é a Isolux. Essa empresa privada foi contratada pela União por meio de licitação.

Segundo ainda o governador, o Amapá é produtor de energia por meio de 4 hidrelétricas instaladas em rios do estado. A produção de cerca de mil megawatts é lançada no Sistema Interligado Nacional (SIN) e redistribuído por meio de leilões em que as distribuidoras fazem a aquisição do que é gerado. O Amapá precisa de 250 megawatts.

Alcolumbre

“Se comprovada a negligência da empresa Isolux, que a concessão seja imediatamente cassada e que a Eletronorte assuma o comando da subestação no Amapá”. A afirmação é do presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre, que exigirá, junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), investigação rigorosa das responsabilidades da empresa Isolux, concessionária responsável pela subestação de energia elétrica no Amapá, no caso do apagão que atingiu o estado. Davi defende que a empresa perca a concessão e que a Eletronorte assuma o comando da subestação no Amapá.

Isolux ‘apaga’ privatização da Eletrobras

Amapá: estatal Eletrobras conserta apagão de empresa privada

Luz volta, porém Amapá sofre com instabilidade

Amapá: estatal Eletrobras conserta apagão de empresa privada

#Da Redação com informações da Agência Senado, do G1 e do Diário do Amapá

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Contração seguida do PIB configura recessão técnica

A quinta-feira foi marcada pela repercussão dos dados divulgados sobre o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos...

BR do Mar tira empregos e financiamento do Brasil

Senado reduz tripulação mínima brasileira para apenas 1/3; abertura na cabotagem não tem precedentes no mundo.

Plenário do Senado derruba esquema de securitização

Sistema desviava impostos pagos pela sociedade para garantir títulos financeiros.

Últimas Notícias

Contração seguida do PIB configura recessão técnica

A quinta-feira foi marcada pela repercussão dos dados divulgados sobre o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos...

Renova Energia fecha negócio da Brasil PCH

A Renova Energia, em recuperação judicial, concluiu nesta quinta-feira a venda de sua posição majoritária na Brasil PCH, sociedade que reúne 13 usinas de...

ANP aprova novas regras para firmas inspetoras de combustíveis

A Diretoria da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nesta quinta-feira (02) a resolução que revisa os requisitos necessários para...

Dia de alta para Petrobras e Braskem

A quinta-feira foi um dia de propensão a risco. “Tivemos uma alta bastante expressiva de alguns papéis na bolsa como Petrobras e Braskem. A...

B3 faz leilão do Fundo de Investimentos da Amazônia

Dia 16 de dezembro, a B3 realizará o leilão de valores mobiliários integrantes da carteira de ações do Fundo de Investimentos da Amazônia (Finam),...