Governo tem 5 dias para explicar gastos do Fundo Clima

Verba não reembolsável teria sido utilizada em apenas um projeto.

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a União e o BNDES comprovem, em cinco dias, a destinação de recursos reembolsáveis e não reembolsáveis do Fundo Clima. PT, PSOL, PSB e Rede questionam a atuação do governo.

O PSOL afirma que toda a verba disponível em 2020 na modalidade não reembolsável (cerca de R$ 8,9 milhões) foi destinada a apenas um projeto de gestão de resíduos sólidos, o “Lixão Zero”, de interesse do governo de Rondônia.

Leia mais:

Volta do auxílio emergencial é o primeiro pedido para Arthur Lira

Procuradora revela o que a Lava Jato queria de Lula

Eleito, Pacheco diz priorizar economia e saúde

STF abre hoje Ano Judiciário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

Brasil corre risco de desabastecimento de diesel

Alerta foi feito inclusive pela direção da Petrobras

Queda na indústria atinge todos os grupos de intensidade tecnológica

Perdas no primeiro trimestre de 2022 vão de 2,3% a 8,7%.

Últimas Notícias

B 3 lança novos produtos para negociação de estratégias de juros

Operações são estruturadas de contratos futuros de DI, DAP e FRC

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

Brasil corre risco de desabastecimento de diesel

Alerta foi feito inclusive pela direção da Petrobras

Lucros das empresas subiram 55% no primeiro trimestre

Em abril, quase metade das categorias de trabalhadores não conseguiu repor inflação.

PIB dos EUA cai mais que previsto, porém inflação perde ritmo

Recessão não está descartada, segundo analistas.