28.3 C
Rio de Janeiro
sábado, janeiro 23, 2021

Gráficas contratadas por chapa Dilma-Temer são alvo de operação da PF

A pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Polícia Federal cumpre hoje mandados de busca e apreensão em cerca de 20 endereços localizados nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Santa Catarina.
A operação investiga as empresas VTPB Serviços Gráficos e Mídia Exterior Ltda., Focal Confecção e Comunicação Visual Ltda. e Rede Seg Gráfica Eireli, que prestaram serviços para a campanha eleitoral da chapa da ex-presidente Dilma Rousseff e do presidente Michel Temer.
Os mandados judiciais foram expedidos pelo ministro Herman Benjamin, relator do processo no TSE, que autorizou a quebra de sigilo fiscal de pessoas jurídicas e físicas que “demonstraram indícios de irregularidades nos dispêndios eleitorais”.
A Polícia Federal informou que não vai comentar a operação.
Em dezembro de 2014, as contas da campanha da então presidente Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer, foram aprovadas com ressalvas, por unanimidade, no TSE.
O processo, no entanto, foi reaberto porque o PSDB questionou a aprovação por entender que há irregularidades nas prestações de contas apresentadas por Dilma. Conforme entendimento atual do TSE, a prestação contábil da chapa é julgada em conjunto.
Na semana passada, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, disse que o processo em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer poderá ser julgado pela Corte ainda no primeiro semestre de 2017.

Agência Brasil

Artigos Relacionados

Twitter: Bolsonaro teve só 4% de menções positivas e 66% de negativas

Segundo pesquisa da Modalmais/AP Exata, para 37,2%, governo é ruim/péssimo.

Vetos na Lei de Recuperação Judicial e Falências

O alerta leva em consideração o fato de que entra em vigor neste domingo (24) a nova Lei de Recuperação Judicial e Falências (14.112/2020), que trata da recuperação judicial de empresas em dificuldades, além do parcelamento e do desconto para pagamento de dívidas tributárias e possibilita aos credores apresentar plano de recuperação dos devedores.

Demissão de Ernesto Araújo é pedida

Em live nesta quinta-feira elogiou a política externa brasileira, sob o comando do ministro Ernesto Araújo que, na realidade, está colocando o país mais isolado mundialmente, com seguidos ataques à China e o afastamento do país dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.