Grande redefinição ou mais do mesmo em Davos?

Convescote da elite fala em novo contrato social.

A pauta do Fórum Econômico Mundial em janeiro de 2021 dá uma ideia de como andam as preocupações e estratégias do top da elite mundial. Com o tema “A Grande Redefinição”, pretende alcançar “um compromisso de construir conjunta e urgentemente as bases de nosso sistema econômico e social para um futuro mais justo, sustentável e resiliente” com “um novo contrato social centrado na dignidade humana, justiça social e onde o progresso da sociedade não fica para trás do desenvolvimento econômico”.

Setores progressistas não teriam qualquer problema em usar estas palavras em um manifesto por mudanças profundas desencadeadas pela Covid-19. A presença na pauta do Fórum Econômico parece indicar uma preocupação real com os movimentos por mudanças, redução de desigualdades e por um novo caminho de desenvolvimento. Uma tentativa de apropriar-se deles, ou o mais que conhecido “mudar tudo para que tudo permaneça como está”.

Nas palavras de Klaus Schwab, CEO do Fórum, “é necessária uma grande redefinição para construir um novo contrato social que honre a dignidade de todo ser humano. A crise global da saúde revelou a insustentabilidade do nosso antigo sistema em relação a coesão social, falta de oportunidades iguais e inclusão. Também não podemos dar as costas aos males do racismo e da discriminação. Precisamos incorporar nesse novo contrato social nossa responsabilidade intergeracional para garantir que atendamos às expectativas dos jovens”.

Para atrair as lideranças jovens, o Fórum Econômico Mundial atuará em mais de 400 cidades ao redor do mundo (a partir da Comunidade Global Shapers), ligando milhares de jovens com uma poderosa rede virtual para interagir com os líderes em Davos.

Precisamos de uma mudança de mentalidade, passando do pensamento de curto e longo prazo, passando do capitalismo de acionistas para a responsabilidade dos stakeholders. A governança ambiental, social e a boa governança deve ser uma parte medida da responsabilidade corporativa e governamental”, acrescentou Schwab. Algo de novo?

A agenda de Davos se soma a movimentos dos multibilionários para pagar mais impostos e sustentar a recuperação da economia após a pandemia. Será que a ameaça do vírus teve um efeito humanístico na elite, que percebeu que o mudo é interdependente e ninguém está sozinho? Ou será um anel para manter os dedos da jogatina mundial e da transferência de lucros para paraísos fiscais com objetivo de driblar os tributos?

 

Interesses contrariados

As empresas de limpeza urbana e gestões de resíduos, através de suas associações (Abetre, ABLP, Abrelpe e Selurb), fazem campanha para Bolsonaro vetar o artigo 20 do novo Marco Legal do Saneamento, aprovado no Senado em 24 de junho. O artigo, incluído em cima da hora, impede que contratos de limpeza urbana e gestão de resíduos sólidos urbanos sejam feitos por meio de concessão.

 

Roda a roda

Em menos de 24 horas o Itaú emprestou sua cota no Pronampe, que ajuda pequenas empresas, com risco bancado pela União. As 30 mil beneficiadas foram escolhidas sem interferência dos gerentes das agências. Com juros na casa de 3,50% ao ano, alguém chuta onde vai parar o dinheiro?

 

Rápidas

Os consultores Maurício Tadeu Morais e Rodrigo Mattos realizarão nesta terça-feira, às 18h30, webinar com o tema “Jornada Estratégica do Empreendedor no Novo Normal”. Inscrições aqui *** Nesta terça-feira, às 19h, Paula do Vôlei conversa com o deputado federal, Hugo Leal do PSD sobre esporte e educação. A live acontece no Instagram @dephugoleal e no Facebook @hugolealdeputadofederal *** Estão abertas as inscrições para o II Masterclass de Atualização Terapêutica, organizado pelo Centro de Estudos Paulista de Psiquiatria (CEPP), entre 31 de julho e 2 de agosto, 100% online. O evento é beneficente e arrecadará recursos para a reforma e manutenção do Centro de Atenção Integrada à Saúde Mental (CAISM), em São Paulo. Informações aqui  *** A Aasp realizará nesta terça-feira, às 10h, o webinar “Direitos fundamentais em investigações internas”. Inscrições aqui *** Nesta quarta, a Associação de Supermercados do Rio de Janeiro realizará online o II Seminário Jurídico da Asserj, com o tema “Relações trabalhistas pós-pandemia”. Organizado pelo Instituto IDEIA, ocorrerá das 8h30 às 17h30. Detalhes no site da Asserj.

 

 

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Semana passada, o Monitor noticiou que a proposta da Aneel de repactuação do risco hidrológico (GSF) deixaria a conta a ser paga pelo pequeno...

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Últimas Notícias

Fitch: ‘AAA (bra)’ à Proposta de Emissão de Debêntures da Localiza

A Localiza atua nas principais cidades e aeroportos do Brasil e também em diversos países da América Latina, como Argentina, Paraguai, Colômbia e Equador. Os...

CPI da Pandemia ainda tem muito a apurar

Na reta final dos trabalhos a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia teve uma quinta-feira agitada durante o depoimento do empresário Danilo Trento,...

Arrecadação atípica de exportação de commodities turbina receita

Tributos alcançam quase R$ 1,2 tri em 8 meses e batem recorde.

Indústria da hipertensão e diagnóstico por imagem movimentará R$ 22 bi

Foram realizados cerca de 55,6 milhões de procedimentos ambulatoriais e hospitalares.

Receita apreende mercadorias piratas avaliadas em R$ 1 milhão

Foram apreendidos na operação 170 volumes de mercadorias englobando videogames e acessórios, roteadores, entre outros.