Há 1 ano, a ‘Revolta da vacina’

Movimentos contrários à vacinação são a ‘volta do obscurantismo’, classifica professor.

Fatos e Comentários / 19:12 - 18 de nov de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O termo vacina surgiu em 1798 quando o cientista inglês Edward Jenner observou que trabalhadores de zona rural não pegavam a varíola, pois haviam tido a varíola bovina, de menor impacto para os humanos. “A palavra vacina deriva justamente de Variolae vaccinae, nome científico dado à varíola bovina”, assinala Isaac Roitman, professor emérito da Universidade de Brasília e pesquisador emérito do CNPq. Em 1881, o cientista francês Louis Pasteur começou a desenvolver a segunda geração de vacinas, voltadas a combater a cólera aviária e o carbúnculo.

Hoje, as vacinas são consideradas o procedimento com melhor custo-benefício em saúde pública. Dados da Organização Mundial da Saúde revelam que a vacinação evita de 2 a 3 milhões de mortes por ano. Outras 1,5 milhão poderiam ser evitadas se a cobertura fosse melhorada no mundo.

Apesar disso, os movimentos contra as vacinas vêm crescendo. Roitman lembra a “Revolta da vacina”, manifestações com conflitos generalizados que irromperam no Rio de Janeiro entre 10 e 16 de novembro de 1904, após a aprovação da vacinação obrigatória para erradicar as doenças como a febre amarela, a peste bubônica e a varíola.

Segundo dados do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS), nos últimos dois anos, a meta de ter 95% da população-alvo vacinada não foi alcançada. “É a volta ao obscurantismo”, resume o professor e pesquisador.

 

Lavagem com arte

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos está alertando galerias de arte e museus sobre os altos riscos de crimes financeiros em seu comércio. Vários aspectos da indústria da arte a torna atraente para aqueles que estão envolvidos em atividades financeiras ilícitas, incluindo a evasão de sanções, relata o Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo (ICIJ).

Será que alguém achava que os recordes em vendas de obras, milhões e milhões de dólares, se devem apenas à paixão pela arte de alguns maganos?

 

Passo a passo do 13º

Nesta terça-feira, finalmente a Secretaria Especial do Trabalho esclareceu os procedimentos para pagamento do 13º para os empregados que fizeram acordo de Suspensão Temporária de Contrato e/ou Redução da Jornada de Trabalho e Salário pela Lei 14.020/2020.

Mario Avelino, presidente do Instituto e portal Doméstica Legal, alerta que fica claro que a base para cálculo é o salário integral quando nos meses de novembro e dezembro houve acordo de redução de jornada de trabalho e salário.

Como o eSocial não alterou o sistema para a realização desse cálculo, o empregador doméstico precisa fazer o lançamento de forma manual. Para facilitar o trabalho do empregador, o portal lançou um passo a passo gratuito.

 

Volta

A pesquisa que dá Paes com 71% no 2º turno é um alívio aos cofres da Globo, à míngua desde que Bolsonaro e Crivella acabaram com a mamata (e começaram a da Record). InfoGlobo e Fundação Roberto Marinho receberam 130 milhões da prefeitura nos 2 mandatos de Paes. Dados oficiais.

 

Rápidas

A FGV Direito Rio realiza nesta quinta-feira mais um encontro da série “Regulação Tributária da Economia Digital na Reforma Tributária”. O webinário “Tributação do consumo no Brasil” será das 10h às 12h. Inscrições aqui *** A FGV Direito Rio anuncia também o curso “O futuro das relações Brasil-China: direito, política e desenvolvimento”. Inscrições até 22 de novembro *** Neste domingo, às 17h, Isa Colli participa de live literária no 2º Flisgo – Festival Literário de São Gonçalo, que vai até dia 23. Toda a programação pode ser acompanhada pelo Instagram @flisgo *** Aasp realizará na quinta-feira, 16h, o webinário “Processo Civil com foco em processos previdenciários”. Inscrições aqui *** Na próxima segunda-feira, 19h, o Fórum 3C promove uma live no Instragram com o tema “LGPD: Desafios e oportunidades” *** A australiana ThinkPlace iniciará suas operações na América Latina com um escritório virtual no Brasil *** O H Niterói Hotel, na Região Metropolitana no Rio de Janeiro, oferece aos hóspedes bicicletas elétricas para uso na orla da cidade.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor