30.4 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, janeiro 21, 2021

Há 1 ano, a ‘Revolta da vacina’

O termo vacina surgiu em 1798 quando o cientista inglês Edward Jenner observou que trabalhadores de zona rural não pegavam a varíola, pois haviam tido a varíola bovina, de menor impacto para os humanos. “A palavra vacina deriva justamente de Variolae vaccinae, nome científico dado à varíola bovina”, assinala Isaac Roitman, professor emérito da Universidade de Brasília e pesquisador emérito do CNPq. Em 1881, o cientista francês Louis Pasteur começou a desenvolver a segunda geração de vacinas, voltadas a combater a cólera aviária e o carbúnculo.

Hoje, as vacinas são consideradas o procedimento com melhor custo-benefício em saúde pública. Dados da Organização Mundial da Saúde revelam que a vacinação evita de 2 a 3 milhões de mortes por ano. Outras 1,5 milhão poderiam ser evitadas se a cobertura fosse melhorada no mundo.

Apesar disso, os movimentos contra as vacinas vêm crescendo. Roitman lembra a “Revolta da vacina”, manifestações com conflitos generalizados que irromperam no Rio de Janeiro entre 10 e 16 de novembro de 1904, após a aprovação da vacinação obrigatória para erradicar as doenças como a febre amarela, a peste bubônica e a varíola.

Segundo dados do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS), nos últimos dois anos, a meta de ter 95% da população-alvo vacinada não foi alcançada. “É a volta ao obscurantismo”, resume o professor e pesquisador.

 

Lavagem com arte

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos está alertando galerias de arte e museus sobre os altos riscos de crimes financeiros em seu comércio. Vários aspectos da indústria da arte a torna atraente para aqueles que estão envolvidos em atividades financeiras ilícitas, incluindo a evasão de sanções, relata o Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo (ICIJ).

Será que alguém achava que os recordes em vendas de obras, milhões e milhões de dólares, se devem apenas à paixão pela arte de alguns maganos?

 

Passo a passo do 13º

Nesta terça-feira, finalmente a Secretaria Especial do Trabalho esclareceu os procedimentos para pagamento do 13º para os empregados que fizeram acordo de Suspensão Temporária de Contrato e/ou Redução da Jornada de Trabalho e Salário pela Lei 14.020/2020.

Mario Avelino, presidente do Instituto e portal Doméstica Legal, alerta que fica claro que a base para cálculo é o salário integral quando nos meses de novembro e dezembro houve acordo de redução de jornada de trabalho e salário.

Como o eSocial não alterou o sistema para a realização desse cálculo, o empregador doméstico precisa fazer o lançamento de forma manual. Para facilitar o trabalho do empregador, o portal lançou um passo a passo gratuito.

 

Volta

A pesquisa que dá Paes com 71% no 2º turno é um alívio aos cofres da Globo, à míngua desde que Bolsonaro e Crivella acabaram com a mamata (e começaram a da Record). InfoGlobo e Fundação Roberto Marinho receberam 130 milhões da prefeitura nos 2 mandatos de Paes. Dados oficiais.

 

Rápidas

A FGV Direito Rio realiza nesta quinta-feira mais um encontro da série “Regulação Tributária da Economia Digital na Reforma Tributária”. O webinário “Tributação do consumo no Brasil” será das 10h às 12h. Inscrições aqui *** A FGV Direito Rio anuncia também o curso “O futuro das relações Brasil-China: direito, política e desenvolvimento”. Inscrições até 22 de novembro *** Neste domingo, às 17h, Isa Colli participa de live literária no 2º Flisgo – Festival Literário de São Gonçalo, que vai até dia 23. Toda a programação pode ser acompanhada pelo Instagram @flisgo *** Aasp realizará na quinta-feira, 16h, o webinário “Processo Civil com foco em processos previdenciários”. Inscrições aqui *** Na próxima segunda-feira, 19h, o Fórum 3C promove uma live no Instragram com o tema “LGPD: Desafios e oportunidades” *** A australiana ThinkPlace iniciará suas operações na América Latina com um escritório virtual no Brasil *** O H Niterói Hotel, na Região Metropolitana no Rio de Janeiro, oferece aos hóspedes bicicletas elétricas para uso na orla da cidade.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.

EUA: expectativa por novos estímulos fiscais traz bom humor

Futuros dos índices de NY estão subindo, mesmo após terem atingidos novos recordes históricos no fechamento do pregão anterior.

Ajustando as expectativas

Bovespa andou na quarta-feira na contramão dos principais mercados da Europa e também dos EUA.

Sudeste produz 87,5% dos cafés do Brasil em 2020

Com mais de 55 milhões de sacas a região é a principal responsável pela maior safra brasileira da história.

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.