Haddad amplia vantagem na disputa pelo governo de São Paulo

Se primeiro turno fosse hoje, petista teria 30% dos votos; e para mais da metade dos eleitores, Dória erra ao se candidatar à Presidência.

Se a eleição para governador de São Paulo fosse hoje, o ex-prefeito Fernando Haddad teria 30% das intenções de voto, contra 17% do ex-governador Márcio França e 10% do ex-ministro Tarcísio de Freitas. Esse é o resultado da segunda pesquisa Genial/Quaest sobre a disputa em São Paulo. Em março, Haddad tinha 24%; França, 18%: e Tarcísio, 9%. Nos diversos cenários de segundo turno, Haddad ganharia de França por 38% a 32%; e de Tarcísio por 45% a 23%. A sondagem foi feita de forma presencial, com 1.640 entrevistas. A margem de erro é de 2.4 pontos percentuais.

A pesquisa também avaliou as administrações de João Dória e Rodrigo Garcia. Em relação ao ex-governador, 43% consideram negativa sua gestão, enquanto 34% dizem ter sido regular e outros 18%, positiva. Já o atual governo foi considerado positivo por 19% dos entrevistados; regular, por 33% dos eleitores; e negativo por 16%. Além disso, 55% afirmam que é um erro Dória se candidatar à Presidência da República.

Os entrevistados também puderam apontar seus favoritos ao Senado. O apresentador José Luiz Datena ficou com 28% da preferência. O ex-juiz Sérgio Moro aparece com 16%, enquanto França tem 11%. A ex-senadora Marina Silva e o empresário Paulo Skaf estão empatados com 10%.

A sondagem também mediu a temperatura da eleição presidencial no estado. No primeiro turno, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria 39% dos votos, contra 28% do presidente Jair Bolsonaro. Em um segundo turno, Lula venceria por 47% a 34%. Para 62% dos entrevistados, Bolsonaro não merece um novo mandato. Na consulta de março, a primeira da série de pesquisas estaduais, este número era de 68%. O presidente também viu diminuir as avaliações negativas a seu governo. Em março, eram 53% e, agora, 48%.

O nível de confiança da pesquisa Genial/Quaest é de 95%, com margem de erro máxima de 2%, para cima ou para baixo, em relação ao total da amostra.

Leia também:

Confronto com STF interrompe crescimento de Bolsonaro nas pesquisas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Mundo pode ter 1 milhão de pessoas jogadas na pobreza extrema em 2022

Segundo Oxfam, bilionários lucraram durante a pandemia às custas de milhões.

Doria desiste da corrida presidencial

Em seu discurso, tucano diz que 'o PSDB saberá tomar a melhor decisão no seu posicionamento para as eleições deste ano.'

Cafés da Ásia e Oceania atingiram 5,03 milhões de sacas em março

Pela primeira vez, exportações dos dois continentes suplantaram a América do Sul em um único mês.

Últimas Notícias

Mundo pode ter 1 milhão de pessoas jogadas na pobreza extrema em 2022

Segundo Oxfam, bilionários lucraram durante a pandemia às custas de milhões.

Doria desiste da corrida presidencial

Em seu discurso, tucano diz que 'o PSDB saberá tomar a melhor decisão no seu posicionamento para as eleições deste ano.'

Ministério quer explicações da TecToy sobre carregador

Produto não tem autorização para ser vendido no mercado brasileiro.

Envios de celulares na China alcançam 69,35 milhões de unidades no Q1

As remessas de telefones celulares da China tiveram uma queda anual de 29,2%, chegando cerca de 69,35 milhões de unidades no primeiro trimestre deste ano, de acordo com um relatório da Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicações (CAICT, sigla em inglês).

ONS: chuvas mantêm afluências estáveis

Reservatórios permanecem sem surpresas na terceira revisão de maio; carga de energia aumentou 2,2% em abril em comparação com 2021.