Halloween é o cacete! Black Friday idem!

Nunca pensei que veria um Fla X Flu com dois Kennedys em campo.

Por que não pode ser “Saldão”? Ou “Queima Total dos Preços”? Ou ainda, “O Patrão enlouqueceu”? Amante do futebol que sou e anticolonialista, nunca pensei que veria um Fla X Flu, como o de domingo passado, com dois Kennedys em campo, um do Flu e outro do Fla. Claro que eles são os menos culpados.

 

Cães & Cia, atropelou tem que socorrer. Agora é lei

Em Nova Friburgo, agora é lei. Além do disposto na lei de crimes ambientais, Lei 9605/88, quem infringir maus tratos aos animais e não socorrê-los, seja morador ou visitante, será multado. Quem diz é o Projeto de Lei 78/21, aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal de Nova Friburgo, de autoria do presidente da Casa, vereador Wellington Moreira. As entidades protetoras, que mostraram peso político na aprovação da lei, através de disciplina e coordenação, estão em júbilo com a nova lei, de olho na promulgação pelo prefeito Johnny Maycon.

 

‘Mil dias de dor, saudade, luta, busca… e impunidade’

Assim se expressou a geógrafa Alexandra Andrade, presidente da Associação de Familiares de Vítimas, por ocasião dos 1.000 dias do rompimento da Barragem de Brumadinho (em 25 de janeiro de 2019), sem nenhum responsável punido, até 21 de outubro.

Nestes 1.000 dias de impunidade, os corpos de 262 vítimas foram encontrados, mas restam oito famílias que não tiveram ainda a possibilidade de sepultar os seus mortos. Alexandra perdeu irmão, primo e amigos na catástrofe. Prossegue Alexandra, dizendo: “Quase três anos da ‘tragédia-crime’, quase três anos também de impunidade, ninguém preso, ninguém punido”.

“A gente quer que as empresas sejam responsabilizadas e que as pessoas que contribuíram para o rompimento da barragem também sejam punidas.” Além da Vale e da TÜV SÜD, empresa alemã, responsável pelo laudo que atestou a segurança da barragem, 16 pessoas foram denunciadas pelo MP. Entre os denunciados, está o ex-CEO da Vale Fabio Schvartsman (67 anos).

Mil dias se passaram da tragédia-crime da Vale em Brumadinho, e o caso continua na Justiça. Em fevereiro de 2021, a Vale entrou em acordo com o Governo do Estado de Minas Gerais para pagar uma indenização de mais de R$ 37 bilhões para reparação de danos. Além dos crimes ambientais, 16 pessoas respondem por homicídio. O MP/MG afirma que Fabio Schvartsman, ex-CEO da Vale, sabia da existência de barragens com risco de rompimento. A defesa dele nega.

 

Clarice Lispector

Devida desde o ano passado, mas adiada pela pandemia, desde 23 de outubro está em São Paulo a exposição que homenageia Clarice Lispector, em seu centenário. A curadoria de Verônica Stigger impressiona ao propor “conversas” entre Clarice e outras artes. “Viver é sempre questão de vida e morte, daí a solenidade.” A frase do romance Paixão segundo G.H. abre a exposição Constelação Clarice, no Instituto Moreira Salles, em São Paulo. Primeira conversa, ao lado está a escultura Calendário da Eternidade, de Maria Martins A exposição termina com manuscritos do livro Um sopro de vida, que ela deixou inacabado. E com a última frase que ficou pela metade: “Eu… eu… não. Não posso acabar. Eu acho que…”

 

SOS Ciência! Eu vivo sempre no mundo da Lua

“A Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da UFRJ (PR-2) vem a público manifestar sua veemente discordância com a alteração intempestiva do Projeto de Lei (PLN) 16/2021, que tramita no Congresso Nacional.

“No dia 6/10, o ministro da Economia, Paulo Guedes, enviou o ofício 438/2021/ME à presidente da Comissão Mista do Orçamento, senadora Rose de Freitas, com a proposta de modificação do PLN 16/2021. O referido projeto de lei, com um total de R$ 690 milhões, destinava inicialmente R$ 655 milhões dos recursos provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). A proposta do Ministério da Economia diluiu os recursos previstos no PLN 16/2021 por “diversos órgãos do Poder Executivo” e cortou o valor alocado originalmente ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações de R$ 655 milhões para R$ 55 milhões.

“É importante enfatizar que a proposta do Ministério da Economia fere o espírito original do projeto de lei, que nasceu da necessidade de se adequar o orçamento após a promulgação da Lei Complementar 177/2021, em 26/3, que impede o contingenciamento dos recursos do FNDCT. A Lei 177/2021 foi fruto de uma grande movimentação nacional das instituições acadêmicas e científicas para garantir que os recursos do FNDCT possam ser efetivamente disponibilizados para a ciência e inovação.

“Lamentavelmente, a Comissão Mista do Orçamento aprovou o relatório do senador Eduardo Gomes, que acatou a solicitação do Ministério da Economia e alterou seu parecer no dia 7/10, apenas um dia após o envio do ofício pelo Ministério da Economia, sem que houvesse tempo para o esclarecimento da inadequação da proposta e dos prejuízos que causarão ao andamento das pesquisas desenvolvidas no país.

“A PR 2 confia que tal decisão será revertida pelo Congresso Nacional e que os recursos necessários ao desenvolvimento da ciência no país serão devidamente resguardados, de modo a permitir que a Ciência, a tecnologia e a inovação possam continuar dando sua inequívoca contribuição para a solução dos problemas da sociedade brasileira.”

8/10/2021

PR 2 Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Paulo Márcio de Mello
Servidor público professor aposentado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Indústria naval apresenta propostas para eleições 2022

Setor quer deixar para trás maré ruim dos últimos 7 anos

A Rota dos Vinhos do Tejo

Degustação apresenta a riqueza e diversidade da histórica e ainda desconhecida produção.

Fiat lança furgão Scudo com motor turbodiesel ou elétrico

Veículo para a última fase de entrega de produtos.

Últimas Notícias

Diminuem os homicídios, mas ainda há muito a se fazer

Por Dirceu Cardoso Gonçalves.

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços