30.5 C
Rio de Janeiro
domingo, janeiro 17, 2021

Hecatombe dupla

A verba de US$ 6 bilhões que o presidente dos Estados Unidos, George Bush, decidiu, sem apoio do congresso, liberar para mandar mais 21 mil soldados à aventura iraquiana é uma quantia bem próxima do que o Brasil paga de juros da dívida interna, por mês. Um desavisado poderia ficar em dúvida sobre qual é o país mais rico do mundo nessa história. Ou que tipo de gasto é mais deletério.

Derrapada
O presidente da Associação Brasileira da Infra-Estrutura e Indústrias de Base (Abdib), Paulo Godoy, pode ter seus motivos para reclamar do Governo Lula pela suspensão da privatização das rodovias brasileiras. Mesmo que não sejam compartilhados pelos usuários que arcam com as salgadas tarifas dos pedágios das nossas estradas, não deixam de ter sua legitimidade. No entanto, Godoy pega um desvio sinuoso quando alega que, se a privatização for cancelada, “os recursos internos e externos serão aplicados em outros países”. A não ser que seja transferido para Marte ou para algum paraíso fiscal, o BNDES, principal financiador dos concessionários das rodovias nacionais, vai continuar por aqui mesmo. No máximo, deixará de emprestar dinheiro barato para quem cobra pedágio muito elevado.

“Mulas” virtuais
Falsas ofertas de trabalho estão sendo difundidas por e-mail para recrutar “mulas” para lavar dinheiro obtido em atividades fraudulentas, como o phishing, relata a empresa especializada em segurança digital PandaLabs. Oferecendo ganhos superiores a 4 mil euros por mês, com pouco esforço, os larápios – que dizem ser de um grande desenvolvedor de software – pedem ao usuário para realizar diversas transferências bancárias, recebendo uma porcentagem de comissão. O dinheiro é obtido através de outros crimes cibernéticos e os autores apenas buscam fazer a lavagem. Por enquanto, o alvo é a União Européia.

Tiradentes
Aprovada pelos deputados fluminenses em 1999, finalmente a entrega da Medalha Tiradentes ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, será realizada. A condecoração com a mais importante comenda do Estado do Rio será no próximo dia 19, às 16h, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, da Assembléia Legislativa. A homenagem, sugerida pelo líder do PDT, deputado Paulo Ramos, representa, segundo o autor, o reconhecimento da importância do presidente venezuelano na mudança de rumos da economia e da política no continente latino-americano.

Churrasco petista
Candidato pelo PSOL ao Governo de São Paulo nas últimas eleições, o economista Plínio de Arruda Sampaio concorda com esta coluna que o apoio do presidente Lula à candidatura de Aldo Rebelo (PCdoB-SP) à presidência da Câmara é uma mostra de que Lula pretende se descolar do PT: “O movimento dele (Lula) é rigorosamente esse. Quer virar um líder populista e está rifando o PT e a candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-SP). Por isso, não sei o que o pessoal da Articulação de Esquerda ainda está fazendo no partido”, disse, referindo-se à principal corrente de oposição ao grupo que domina o partido.

Churrasco de Aldo
No entanto, a movimentação política do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) nos últimos dias, tanto na Câmara – na qual obteve apoios do PMDB e do PSDB – quanto no governo – o qual, segundo o comando da campanha de Aldo, liberou verbas de emendas parlamentares para irrigar a caminhada de Chinaglia – mostra que o PT conseguiu impor seu candidato, apesar da simpatia de Lula pelo atual presidente da Câmara.

Sagrado&profano
O discurso e a prática de algumas lideranças religiosas cada vez mais se abre para o profano e o secular. Enquanto a Loterj mantém no ar, em horário nobre, comercial exibido desde o fim da gestão da evangélica Rosinha Garotinho com funkeiras em poses eróticas incitando a população a “dar sua raspadinha hoje”, a Diocese de Copacabana aluga uma loja em ponto privilegiado na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, na Zona Sul do Rio, para um sex shop e casa de shows eróticos. Enquanto isso, nos Estados Unidos, os líderes da igreja evangélica Renascer foram presos ontem por lavagem de dinheiro.

Artigo anteriorBNDES financia DaimlerChrysler
Próximo artigoTucano deletado
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.